Instituto do Legislativo Paulista

 

Prêmio de Boas Práticas Legislativas

 

UVESP

 

USP Leste
Fundação Mario Covas

O Instituto do Legislativo Paulista; a Escola de Artes, Ciências e Humanidades da USP; a União dos Vereadores do Estado de São Paulo; e a Fundação Mario Covas, em parceria, apresentam as diretrizes gerais para a participação dos interessados na primeira edição do PRÊMIO DE BOAS PRÁTICAS LEGISLATIVAS destinado às Câmaras Municipais e aos vereadores do Estado de São Paulo.

 

Clique Aqui para conhecer os Finalistas

Clique Aqui para conhecer os Vencedores

 

Clique Aqui para acessar o Regulamento

Clique Aqui para acessar a Ficha de Inscrição em formato .doc

Clique Aqui para acessar a Ficha de Inscrição em formato PDF

Clique Aqui para acessar as informações detalhadas para as Categorias

 

Cronograma

14 de Junho - Lançamento
Lançamento do regulamento no site do ILP, www.al.sp.gov.br, no link Instituto do Legislativo Paulista

Novembro/2010 a 15 de janeiro/2011 - Inscrições
De novembro de 2010 a 15 de janeiro de 2011 ocorrerá o recebimento das inscrições dos projetos seguindo as orientações que estão disponíveis no site do ILP.

Após 15 de janeiro/2011 - Julgamento
O julgamento será realizado por banca de avaliadores indicados pelos parceiros do projeto. Todos os julgadores terão seus nomes anunciados no site do ILP. Os projetos serão enviados para os julgadores sem que estejam identificados os nomes, partidos e municípios dos proponentes, em um sistema que tem por objetivo assegurar o julgamento do mérito do projeto.

Fevereiro/2011 – Anúncio dos semi-finalistas
Serão anunciados os semi-finalistas, que receberão convites para participar do evento de entrega do Prêmio.

24 de fevereiro/2011 - Premiação
Entrega dos Prêmios durante o III Encontro de Agentes Públicos, a ser realizado na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, em data e horário a serem posteriormente marcados e divulgados.

A inscrição em qualquer categoria individual não impede que os vereadores participem das demais premiações. A única ressalva diz respeito à categoria Gestão Legislativa, em que cada Câmara Municipal só pode apresentar uma inscrição. Nesse caso, individualmente os membros da Mesa Diretora podem participar livremente das outras duas categorias.