Estado de São Paulo Transparência ALESP

Angelo Perugini (Ex-Deputado)

Até chegar à cadeira de deputado estadual depois de receber 94.174 votos, o quinto mais votado entre os 15 que se elegeram no PT, em 2014, o professor da Rede Estadual de Ensino, Angelo Perugini, construiu um histórico de lutas populares, sempre pelo Partido dos Trabalhadores. Foi coordenador da Secretaria Estadual do Movimento dos Trabalhadores Sem Terra (MST), em 1985, após liderar uma das primeiras marchas do MST no estado de São Paulo. 

Em 1988, foi eleito vereador por Sumaré. Naquele ano, tinha início o processo de emancipação do então distrito de Hortolândia. Sua atuação como vereador e líder popular foi de grande valia para a consolidação da emancipação da cidade, em 19 de maio de 1991. 

No ano seguinte, 1992, disputou a primeira eleição para prefeito. Quatro anos depois, foi eleito vice-prefeito de Hortolândia. Sua chegada ao Executivo da cidade se deu em 2004, com 65% dos votos, depois de ter disputado o mesmo cargo, também, em 2000. Perugini foi reeleito em 2008, com 79% dos votos válidos. Em oito anos de governo, 2005/2012, alcançou índices elevados na melhoria nas condições de vida dos cerca de 200 mil moradores de Hortolândia, com o município sendo eleito entre os mais dinâmicos do país.

Na condição de prefeito, atuou ainda como líder e presidente da Agemcamp (Agência Regional Metropolitana da Região Metropolitana de Campinas – RMC) e presidente do PCJ (Consórcio das Bacias dos Rios Piracicaba, Capivari e Jundiaí), entidade que é modelo no país como cogestora em recursos hídricos. Angelo Perugini foi incentivador e fundador do primeiro consórcio de resíduos sólidos entre municípios do Estado de São Paulo. 

Perugini chega à Assembleia Legislativa com quatro bandeiras levantadas: Educação Integral, Saneamento (com foco em Resíduos Sólidos), Mobilidade Urbana (com foco no transporte ferroviário) e valorização da atuação regional.