ASSEMBLÉIA LEGISLATIVA DO ESTADO DE SÃO PAULO 

Secretaria Geral Parlamentar

Departamento de Documentação e Informação

Divisão de Acervo Histórico

 

32 vezes 9 de julho

 

9 de julho de 1932. Ouviu-se o primeiro tiro; explodiu a Revolução Constitucionalista no Estado de São Paulo. Durante três meses as forças paulistas, compostas de 35 mil combatentes, lutaram contra tropas enviadas pelo governo federal, que contavam com um contingente de 100 mil soldados. Nas palavras de Pedro de Toledo, então governando o Estado, São Paulo deveria “proseguir na lucta para satisfazer a mais alta aspiração nacional, que é restituir ao povo Brasileiro o direito de dispôr de seus destinos e de se organisar constitucionalmente...”. Não tendo havido adesões de outros estados, os revolucionários paulistas viram-se obrigados à rendição, o que ocorreu em outubro do mesmo ano. Apesar dessa derrota paulista em sua luta por uma Constituição, dois anos depois – em 1934 – foi promulgada a nova Carta Magna.

       32 vezes 9 de julho é o título da presente exposição que, por meio destas 32 imagens esteticamente relevantes, se propõe a contar parte da história das homenagens prestadas pela Assembléia Legislativa do Estado de São Paulo à Revolução Constitucionalista de 1932.

 

Pesquisa, texto, webdesign, realização:

Divisão de Acervo Histórico

 

Volta

Avança