Carlos Grana
(Ex-Parlamentar)

Metalúrgico, Carlos Grana iniciou sua vida política como integrante da Juventude Operária Católica, em Santo André, aos 14 anos de idade. Em 1984, foi eleito diretor do Sindicato dos Metalúrgicos de Santo André, do qual foi ainda diretor executivo, 2º secretário e secretário-geral. De 1988 a 1989, foi 2º tesoureiro da CUT Estadual. De 1993 a 1999, foi secretário-geral do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC e, de 1999 a 2002, vice-presidente da entidade. Entre 2000 e 2003, foi secretário geral da CUT Nacional. Entre 2004 e 2010, presidiu a Confederação Nacional dos Metalúrgicos. Foi conselheiro do Codefat entre 2003 e 2008. Atualmente é presidente da Confederação Nacional dos Metalúrgicos / CUT, já no segundo mandato, e conselheiro licenciado do Fundo da Marinha Mercante. Em 2010, elegeu-se deputado estadual pelo PT, com 126.973 votos. Considera prioridade do mandato a geração de emprego e renda com desenvolvimento econômico. Para tanto, defende a expansão do ensino profissionalizante, com objetivo de formar mão de obra qualificada para a indústria do pré-sal, naval e de aviação, entre outras. Aponta como preocupante ainda a falta de mobilidade urbana, o que impede o desenvolvimento e a qualidade de vida.