Deputado questiona Secretário de Saúde sobre falta de medicamentos em Araras

As matérias da seção Atividade Parlamentar são de inteira responsabilidade dos parlamentares e de suas assessorias de imprensa. São devidamente assinadas e não refletem, necessariamente, a opinião institucional da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.
06/04/2022 11:21 | Atividade Parlamentar | Da assessoria do deputado Agente Federal Danilo Balas

Compartilhar:

Agente Federal Danilo Balas<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2022/fg285059.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A saúde da população paulista não pode ser ignorada! Ao receber diversas denúncias de munícipes ararenses, o Deputado Estadual Danilo Balas (PL) protocolou, na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo (Alesp), o Requerimento de Informação n. 195/2022, que questiona o Secretário Estadual de Saúde, Jean Gorinchteyn, a respeito de problemas na distribuição de medicamentos na Farmácia de Alto Custo de Araras, no interior de SP.

Entre os questinonamentos do parlamentar, está a previsão de reabastecimento e distribuição de medicamentos em falta. Segundo informação do site da Prefeitura de Araras, a Farmácia de Alto Custo da cidade atende, em média, 3,5 mil pessoas por mês.

Entre os insumos que tanto fazem falta a milhares de pessoas no município, estão: Acetazolamida, Atorvastatina, Beclometasona, Betainterferona, Bezafibrato, Budesonida, Calcipotriol, Clozapina, colírios: Brimonidina, Brinzolamida, Latanoprosta, Timolol, Desmopressina, Donepezila, Entacapona, Everolimo, Fenofibrato, Fingolimode, Formoterol, Fumarato Dimetila, entre outros.

Em busca da transparência, Danilo Balas também questiona se há algum trabalho de apuração em relação aos problemas apontados sobre a distribuição de medicamentos de alto custo e, caso haja, quais são os procedimentos utilizados e quais dificuldades já foram identificadas.

"Os remédios fazem falta no tratamento das doenças de muitas pessoas, principalmente de baixa renda, por se tratar de medicamentos de alto custo", relembra o parlamentar. "Reitero meu esforço para que haja a imediata reposição e correta distribuição de todos os fármacos faltantes", completou.

Balas também analisa o contexto da saúde pública no Estado. "Não é a primeira vez que preciso cobrar o Governador João Doria e toda a sua cúpula sobre a falta de remédios no interior de São Paulo. Será que ele só enviará remédios à população quando estivermos às vésperas da eleição?", questiona. "O Estado de São Paulo não pode mais viver dessa forma, sob o total abandono do governo estadual", afirmou o Deputado Danilo Balas.