Achados e Perdidos do Metrô recebe mais de 90 mil objetos em 2018


08/02/2019 17:40 | Serviço | Fabio Donato - Foto: Alexandre Carvalho

Imagem Ilustrativa (fonte: Wikimedia) <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-02-2019/fg229965.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Durante o ano de 2018, exatamente 91.367 objetos foram armazenados na Central de Achados e Perdidos do Metrô de São Paulo. Segundo o balanço anual, em média 7,5 mil objetos foram deixados por mês nas estações, trens e dependências do Metrô.

Dentre os objetos esquecidos, a maior parte são documentos: 62% do total. O restante inclui objetos e materiais de todos os tipos, como carteiras, óculos, celulares, brinquedos e alianças.

A Sé é a estação em que foram encontrados mais objetos. Palmeiras/Barra Funda, Jabaquara, Corinthians/Itaquera, República, São Bento, Ana Rosa, Tucuruvi, Trianon-Masp e Paraíso também estão entre as que mais tiveram itens perdidos.

O Posto de Atendimento de Achados e Perdidos fica na estação Sé e funciona de segunda a sexta-feira, das 7h às 20h, exceto aos feriados. Os objetos encontrados nas linhas 1, 2, 3 e 15, que são operadas pelo Metrô, e nas linhas 4 e 5, operadas pela ViaQuatro e Via Mobilidade, respectivamente, são encaminhados para o posto na Sé.

Todos os itens ficam disponíveis para retirada por 60 dias. Os objetos em bom estado que não forem retirados nesse prazo serão encaminhados ao Fundo Social de Solidariedade do Estado de São Paulo. Os documentos serão devolvidos aos respectivos órgãos emissores.

Também é possível consultar documentos e objetos identificados por meio da Central de Informações do Metrô, pelo telefone 0800-770-7722 " todos os dias, das 5h às 0h ", ou ainda pelo site do Metrô.

Vale lembrar: preste sempre atenção aos seus pertences, também para evitar perdas ou furtos. Além disso, é aconselhável identificar objetos, para facilitar a localização em caso de perda.