Alesp terá nova frente parlamentar


13/03/2019 16:09 | Reunião | Luiz Rheda Foto: Marco Antonio Cardelino

Wagner Romão, Beth Sahão, Carlos Neder, Ros Nari Zena, Élida Elena e Joaquim Avelino<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2019/fg231062.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público presente<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2019/fg231063.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Os trabalhos desenvolvidos em sala de aula e a realidade das instituições públicas de ensino passarão a ser discutidos por uma nova frente parlamentar na Alesp. A decisão foi tomada durante reunião conjunta de duas frentes relacionadas a universidades, fundações e instituições de pesquisa estaduais, realizada na quarta-feira (13/3), no auditório Teotônio Vilela.

A Frente Parlamentar em Defesa das Instituições Públicas de Ensino, Pesquisa e Extensão de São Paulo discutirá o aprimoramento da legislação e das políticas públicas sobre formação acadêmica e a produção de estudos sobre educação, ciência, tecnologia e inovação nos diversos níveis de ensino.

O novo colegiado combinará as atividades das frentes "em defesa dos Institutos Públicos de Pesquisa e das Fundações Públicas do Estado de São Paulo" e "em defesa das Universidades Públicas no Estado de São Paulo". Segundo o deputado Carlos Neder (PT), que presidiu o encontro, isso é importante para ampliar o diálogo na Assembleia. "Nós defendemos essa fusão para que os temas abordados sejam cada vez mais debatidos e ajudem a pensar, de modo participativo, o futuro do estado", afirmou.

Compuseram a mesa, além do presidente, a deputada Beth Sahão (PT), a representante do Conselho de Representantes dos Empregados do Instituto de Pesquisas Tecnológicas (CRE-IPT), Ros Mari Zenha; o presidente da Associação de Docentes da Universidade Estadual de Campinas (Adunicamp), Wagner Romão; o representante da Associação dos Pesquisadores Científicos do Estado de São Paulo (APQC), Joaquim Adelino; e a diretora da União Nacional dos Estudantes (UNE), Élida Elena.

Representantes de 22 entidades de pesquisa, extensão e ensino do estado também participaram do evento.