Diagnóstico precoce é a chave para sucesso no tratamento do câncer de próstata

Dia Estadual de Prevenção ao Câncer de Próstata busca conscientizar sobre doença
16/08/2021 11:47 | Informativo | Matheus Batista

Compartilhar:

Imagem ilustrativa (foto: Freepik/pressfoto)<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg271939.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

No terceiro domingo do mês de agosto é comemorado no Estado de São Paulo o Dia Estadual de Prevenção ao Câncer de Próstata, data instituída em 1997 para promover ações de conscientização sobre o segundo câncer mais comum no Brasil.

Considerado uma doença da terceira idade, por ser mais recorrente em homens com mais de 65 anos de idade, o câncer de próstata ocorre no órgão localizado na parte baixa do abdômen, em frente ao reto, e responsável pela produção de parte do sêmen.

Na maioria dos casos, o câncer se desenvolve lentamente e não gera sintomas perceptíveis nos primeiros estágios. Por este motivo, a realização de exames diagnósticos precoces é crucial para o tratamento da doença.

Em 2020, o Inca (Instituto Nacional de Câncer) registrou 65.840 casos de diagnóstico de câncer de próstata no Brasil. E, no último levantamento feito pelo Atlas de Mortalidade por Câncer em 2019, o país havia registrado cerca de 16 mil mortes pela doença.

Ainda de acordo com o Inca, o aumento nas taxas de incidência no Brasil é justificado pela evolução dos métodos diagnósticos, pela melhoria dos sistemas de informação e pelo aumento da expectativa de vida.

Alguns dos agravantes para quadros de câncer de próstata são a idade avançada, fatores genéticos (quando o pai ou o irmão possui o diagnóstico do câncer), excesso de gordura e ainda a exposição a certos tipos de substâncias químicas.

Por ser um câncer silencioso, o diagnóstico precoce é a chave para o sucesso do tratamento. A detecção pode ser feita por meio de exames em pessoas que apresentem sintomas como a dificuldade de urinar e insuficiência renal, ou com exames periódicos em pacientes sem sintomas, mas que se adequem aos grupos de maior incidência da doença. O câncer pode ser descoberto por meio de exame de sangue ou pelo exame de toque retal.

O deputado Rafael Silva é autor do Projeto de Lei 298/16, que busca criar licenças para que funcionários possam realizar exames de prevenção ao câncer de próstata. Para ele, "o poder público existe para aperfeiçoar tudo que for possível, buscando informação e transformando em regras que ajudem sempre".

O parlamentar também falou sobre a importância da realização de exames periódicos. "Exames preventivos, periódicos, são extremamente importantes, porque possibilitam tudo isso, e uma chance muito maior de cura, quando em casos de câncer, por exemplo. Por isso, queremos atuar para mudar essa realidade, para que homens e mulheres passem a viver mais e melhor", disse.