Intolerância religiosa em São Paulo é tema de debate promovido pelo "Estúdio Alesp"

Programa reuniu religiosos e teve participação da deputada Dra. Damaris Moura, autora da Lei Estadual de Liberdade Religiosa
20/01/2023 16:58 | Entrevista | Matheus Batista - Foto: Agência Alesp

Compartilhar:

Estúdio Alesp<a style='float:right;color:#ccc' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2023/fg294829.jpg' target=_blank><i class='bi bi-zoom-in'></i> Clique para ver a imagem </a> Dra. Damaris Moura<a style='float:right;color:#ccc' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2023/fg294830.jpg' target=_blank><i class='bi bi-zoom-in'></i> Clique para ver a imagem </a> José Bizon<a style='float:right;color:#ccc' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2023/fg294831.jpg' target=_blank><i class='bi bi-zoom-in'></i> Clique para ver a imagem </a> Ali Zoghbi<a style='float:right;color:#ccc' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2023/fg294832.jpg' target=_blank><i class='bi bi-zoom-in'></i> Clique para ver a imagem </a>

O Estúdio Alesp recebeu nesta sexta-feira (20) o sacerdote da Arquidiocese de São Paulo, cônego José Bizon, e o vice-presidente da Federação das Associações Muçulmanas do Brasil (Frambas), Ali Zoghbi, para debater ações de combate à intolerância religiosa no Estado. A deputada Dra. Damaris Moura (PSDB) também participou do debate.

Damaris é autora da Lei 17.346/2021, que instituiu a Lei Estadual de Liberdade Religiosa - norma que reúne ações de conscientização, prevê direitos individuais e coletivos e disciplina sanções para combater formas de intolerância no Estado de São Paulo.

"A intolerância religiosa é um problema social extremamente grave e que leva à violência real. Pessoas morrem por causa da intolerância, espaços religiosos são depredados e invadidos", disse a deputada.

Padre da Arquidiocese de São Paulo, José Bizon afirmou que "é preciso construir pontes dentro da tradição religiosa e também com outros segmentos". O religioso destacou que busca dentro dos ensinamentos católicos a conciliação com todas as demais crenças.

Já para Ali Zoghbi, a desinformação é um dos principais desafios no combate à intolerância. O vice-presidente da Frambas defendeu a educação como aliada da liberdade religiosa. "A falta de conhecimento acerca do outro e de suas diferenças é evidente. Temos que promover conhecimento para que possamos gerar empatia", afirmou.

Outro ponto abordado durante o debate foi o ensino da educação religiosa em escolas públicas estaduais. A deputada Dra. Damaris se posicionou favorável ao ensino plural de diferentes crenças. "Podemos aproveitar esse espaço público para ensinarmos a convivência respeitosa, o diálogo inter-religioso e o respeito mútuo entre religiões", completou.

alesp