À Rede Alesp, deputado diplomado afirma que será oposição à agenda privatista do governo estadual

Antônio Donato foi vereador da Capital paulista por cinco mandatos e toma posse como deputado estadual em 15 de março
23/01/2023 18:16 | Entrevista | Matheus Batista - Barbara Novaes

Compartilhar:

Antônio Donato<a style='float:right;color:#ccc' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2023/fg294880.jpg' target=_blank><i class='bi bi-zoom-in'></i> Clique para ver a imagem </a> Estúdio Alesp<a style='float:right;color:#ccc' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-01-2023/fg294881.jpg' target=_blank><i class='bi bi-zoom-in'></i> Clique para ver a imagem </a>

O deputado estadual diplomado Antônio Donato (PT) afirmou em entrevista ao "Estúdio Alesp", nesta segunda-feira (23), que fará oposição a projetos do Executivo para privatizações no Estado. Donato foi vereador da Capital paulista por cinco mandatos e toma posse na Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo em 15 de março.

Durante a entrevista, o deputado eleito reforçou o papel das bancadas de oposição da Assembleia e afirmou que deve efetivar sua posição por meio de debates.

Entre as propostas que Donato afirmou que buscará barrar, está a privatização da Sabesp - interesse do governo estadual. "Temos a experiencia internacional de cidades que buscaram a reestatização de serviços de saneamento. Precisamos avaliar privatizações e concessões caso a caso, e no da Sabesp, a privatização me parece que não cabe", afirmou o deputado diplomado.

Apesar da posição, o deputado disse que trabalhará na articulação entre governo federal e estadual, visando ao benefício da população paulista. "Vamos brigar para que recursos federais venham para São Paulo e que o governo do Estado possa aplicá-los da melhor forma possível".

Donato também falou sobre as propostas que tem para o Estado. Vereador por cinco mandatos, o futuro deputado deve replicar propostas aprovadas na Câmara Municipal em âmbito estadual. "Temos a possibilidade de ampliar o que já fazíamos na Câmara, bem como novos desafios de entendermos a dinâmica de todo o Estado", afirmou.

Um dos projetos de autoria de Donato na cidade de São Paulo é o que desconta 2% do valor do IPVA para carros híbridos, que possuem motores de combustão e elétricos. "É uma tecnologia nova e que custa caro enquanto não se massifica, por isso é necessário o incentivo fiscal", disse.

O deputado afirmou que uma das principais bandeiras que defenderá na Casa é a da economia verde. "Temos capacidade financeira para investir e precisamos de um projeto de desenvolvimento. A gente quer fazer esse debate sobre qual o papel de São Paulo no país", completou.

alesp