Porte de armas para atirador desportivo em regime de urgência na Alesp

As matérias da seção Atividade Parlamentar são de inteira responsabilidade dos parlamentares e de suas assessorias de imprensa. São devidamente assinadas e não refletem, necessariamente, a opinião institucional da Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo.
24/02/2022 14:50 | Atividade Parlamentar | Da assessoria do deputado Tenente Nascimento

Compartilhar:

Tenente Nascimento<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-02-2022/fg282503.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Foi apresentado nesta terça-feira (22/02), na Assembleia Legislativa do estado de São Paulo, requerimento para a tramitação em regime de urgência do Projeto de Lei 418/21 de autoria dos deputados Tenente Nascimento e Gil Diniz, que reconhece o risco da atividade e a efetiva necessidade do porte de armas de fogo ao atirador desportivo. O PL já recebeu parecer favorável na Comissão de Constituição, Justiça e Redação.

Tenente Nascimento afirma que a propositura oficializa o risco eminente desta atividade e o risco no transporte de armamentos pelos atiradores desportivos. "Temos que trazer esse reconhecimento da periculosidade da atividade do atirador/CAC, no caso de ser atacado e tantos outros deslocamentos que se fazem necessários em sua atividade, quando transportam bens de valores, assim como armas e munições que são de grande interesse de criminosos", defendeu o autor da proposta.