Parlamentar quer acolher moradores de rua em escolas fechadas


25/03/2020 14:15 | Atividade Parlamentar | Da assessoria do deputado Tenente Coimbra

Tenente Coimbra no plenário JK<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2020/fg248104.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Para tentar minimizar a contaminação de pessoas em situação de rua pelo novo coronavírus, o deputado Tenente Coimbra protocolou uma indicação ao governador João Doria para que escolas paralisadas durante a quarentena abriguem esse público.

A medida tem como objetivo evitar a propagação da Covid-19 entre as pessoas que vivem nas ruas, dando melhores condições de higiene e saúde. "Muitos moradores de rua sequer estão sabendo da existência do novo coronavírus. Além disso, eles estão 100% expostos. É preciso cuidar dessas pessoas, que muitas vezes não tem o que comer e como se higienizar", disse.

O Censo da População em Situação de Rua de 2019 aponta que 24.344 pessoas moram nas ruas da capital paulista. Desse total, somente 11.693 estão acolhidas em algum abrigo. Segundo a Prefeitura, a cidade de São Paulo possui 17,2 mil vagas de acolhimento e 3,3 mil de serviços de convivência.

Ainda de acordo com o órgão, serão criados cinco abrigos emergenciais com 400 vagas para acolher moradores de rua com suspeita da doença. "Essa medida é excelente, mas precisamos atuar na prevenção. Isso só será possível retirando esse público da vulnerabilidade das ruas e dando melhores condições de higiene", ressaltou o parlamentar.

No sábado (21/3), o governo decretou quarentena de 15 dias em todo território paulista e determinou o fechamento de todos os comércios e serviços não essenciais a partir de terça-feira (24/3).