Trabalho por habitação digna à comunidade de Jacareípe


25/03/2020 13:53 | Atividade Parlamentar | Da assessoria da deputada Márcia Lia

Marcia Lia (à dir.) <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2020/fg248103.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

As ações da deputada Márcia Lia em defesa da moradia digna também contemplam a comunidade do Jacareípe, na região sudeste de São Paulo. Desde 2015, a parlamentar, trabalha no local em parceria com o Movimento em Defesa do Favelado (MDF), pela remodelação da favela e pela remoção das famílias para imóveis permanentes.

As famílias de Jacareípe estavam em barracos com quase nada de iluminação natural, com um emaranhado de fios de energia elétrica por dentro das moradias, debaixo das caixas d"água. Em conversas com a Cohab e a Secretaria Municipal de Habitação, a deputada e o MDF conseguiram um acordo para a remoção de 40 das quase 600 famílias com suporte por aluguel social.

Em seguida, a comunidade passou por reformas que deixaram o espaço habitável para a população, inclusive com a construção de um local de convívio comum com parque infantil.

Foram feitas conversas para negociar com a Cohab e a prefeitura de São Paulo a construção de moradias permanentes e a Cohab apresentou projeto de R$ 30 milhões para a construção de cinco torres de apartamentos populares que abrigariam 360 famílias que hoje vivem em Jacareípe, mas o projeto parou no estudo de solo.

"Já temos reunião agendada para saber porque o projeto parou, quando será retomado e quais os prazos de execução", falou Márcia Lia.

A deputada tem ainda um PL 573/2016, que propõe a reserva de 7% das moradias dos programas habitacionais para mulheres vítimas de violência doméstica e que não sejam titulares de outro imóvel.

O PL foi aprovado em plenário em 2019, mas recebeu veto do governo do Estado. Atualmente, consta na Ordem do Dia e está pronto para nova votação para derrubada do veto.