Comissão é favorável à presença de nutricionistas nas escolas da rede privada


27/11/2018 15:41 | Comissão | Natacha Jones - Fotos: José Antonio Teixeira

Compartilhar:

Parlamentares na comissão<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-11-2018/fg228013.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Alencar Santana preside a comissão<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-11-2018/fg228014.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Parlamentares na comissão	<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-11-2018/fg228016.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A Comissão de Educação e Cultura da Alesp reuniu-se na terça-feira (27/11) e manifestou-se favoravelmente a projetos relacionados à saúde de estudantes. A sessão, presidida pelo deputado Alencar Santana (PT), ocorreu no plenário José Bonifácio. 

De autoria do deputado Carlos Giannazi (PSOL), o Projeto de Lei (PL) 534/2017 determina que as escolas privadas do estado tenham nutricionistas trabalhando na elaboração das merendas oferecidas aos alunos dos ensinos infantil, fundamental e médio. Segundo o parlamentar, é uma forma de garantir a qualidade da alimentação e colaborar com a aquisição de hábitos saudáveis durante a infância. "Existe um movimento em busca da alimentação saudável, e é importante que isso seja despertado ainda na idade escolar." A rede pública de ensino já conta com o apoio desses profissionais.

Com o objetivo de que alunos da rede pública da educação básica tenham acesso ao atendimento por assistentes sociais e psicólogos, o PL 863/2017, do deputado José Américo (PT), foi outra medida que recebeu parecer favorável da comissão. O parlamentar afirmou que essa rede de apoio elevaria a qualidade de ensino. "Os psicólogos poderiam orientar professores e alunos, enquanto os assistentes sociais trabalhariam com as famílias, amenizando os atritos nessas relações."

Os projetos seguem agora para apreciação pela Comissão de Finanças, Orçamento e Planejamento.

Para Alencar Santana, a pauta da comissão avançou. "Aprovamos diversos projetos, mas ainda faltam alguns itens. Trabalharemos para isso e por outras tarefas importantes da Casa até o final do ano", disse.

Além dos citados, estiveram presentes os deputados Gilmaci Santos (PRB), Leci Brandão (PcdoB), Luiz Turco (PT) e Welson Gasparini (PSDB).