Instituto Butantan detecta 36 variantes do coronavírus em circulação no Estado de São Paulo

Três delas foram registradas pela primeira vez, de acordo com a Rede de Alerta das Variantes
31/08/2021 15:09 | Covid-19 | Lucas Martins - Foto: Reprodução Rede Alesp

Compartilhar:

CICLO ILP + Fapesp: Covid-19 - Variantes Monitoramento e Controle<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273150.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Karina do Carmo<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273151.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Carlos Pacheco<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273152.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Patricia Bezerra<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273153.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>  Fernando Spilki<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273154.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Ester Sabino<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273155.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Paola Resende<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273156.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Sandra Coccuzzo<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273157.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> CICLO ILP + FAPESP: COVID 19 - Variantes Monitoramento e Controle<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-08-2021/fg273158.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

O Instituto Butantan detectou 36 variantes do coronavírus em circulação no Estado de São Paulo, sendo que três delas foram identificadas pela primeira vez. O Boletim Epidemiológico da Rede de Alerta das Variantes também identificou quatro novas linhagens da variante Delta. Apesar do número crescente de variantes, casos de Covid-19 diminuíram em São Paulo.

As informações foram apresentadas pela diretora do Centro de Desenvolvimento Científico do Butantan, Sandra Vessoni, em evento realizado nesta segunda-feira (30/8) pelo ILP (Instituto do Legislativo Paulista) em parceria com a Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa no Estado de São Paulo).

Entre as variantes identificadas de forma inédita, estão a B.1.1621.1, também conhecida como Copa América; a B.1.540; e a AY.3; com um, cinco e três casos, respectivamente, de acordo com dados da 32° semana epidemiológica, sequenciados até o último dia 14.

A presença das novas mutações do vírus no Estado preocupa os especialistas devido à alta taxa de contágio de algumas cepas, como a própria Delta, que foi responsável pelo aumento de casos no Reino Unido.

Segundo Sandra Vessoni, apesar dos novos registros, a variante Gama ainda é a mais incidente em São Paulo, correspondendo a 85,34% dos casos, seguida pela Delta, com 3,68%.

No entanto, embora esteja longe de representar a maioria dos casos no Estado, a variante Delta vem se espalhando rapidamente, e já foi identificada em 13 das 17 divisões regionais de saúde, correspondendo à 100% das infecções na divisão de Registro; 61,54% na Baixada Santista; 56,41% em São João de Boa Vista; e 43,31% na Grande São Paulo. Enquanto isso a incidência da variante Gama, a mais comum no Brasil, tem diminuído.

Sandra Vessoni destacou a importância do monitoramento da variante Delta. "Nós entendemos que juntar essas informações é necessário para que a gente consolide a importância da inserção da Delta dentro do Estado de São Paulo. O que significaria essa inserção em relação ao aumento de internações e uso de leitos", falou.

Apesar do aumento do número de variantes, o Instituto Butantan constatou a redução da incidência de casos de coronavírus no Estado, visto que 14 divisões regionais de saúde apresentaram números menores de infecções se comparados à semana anterior. As outras 3 divisões registraram estabilidade nos casos.