Deputado propõe sistema para economizar água no Aeroporto de Guarulhos


07/07/2004 15:27


Da assessoria do deputado Padre Afonso Lobato

O deputado Padre Afonso Lobato (PV) enviou ofício ao Departamento de Avaliação de Impacto Ambiental (DAIA) solicitando que a Infraero inclua a adoção do sistema de sanitários a vácuo na reforma dos Terminais 1 e 2 do Aeroporto Internacional de São Paulo, em Cumbica, Guarulhos, a exemplo do que está previsto na construção do terceiro terminal de passageiros, ainda na fase de projeto.

A Infraero abriu concorrência para reforma geral de sanitários, copas, vestiários e trocadores de fraldas, mas não dispôs sobre a utilização de descarga a vácuo nos 550 vasos sanitários do aeroporto, sistema muito mais econômico e ecologicamente correto. Atualmente, os banheiros do aeroporto de Guarulhos consomem cerca de 360 mil litros de água por dia. Se adotasse o sistema a vácuo, o mesmo utilizado nas aeronaves, poderia reduzir o consumo de água e a geração de esgoto sanitário em aproximadamente 90%, o que corresponde a uma economia de R$1,5 milhão por ano à Infraero.

"Além de diminuir a despesa paga com o dinheiro público, a grande vantagem do sistema de descarga a vácuo é a economia de 324 mil litros de água por dia, o que contribuiria com a proteção e o uso racional dos nossos lençóis freáticos, localizados a mais de cem metros de profundidade, de onde se retiram os recursos hídricos do Aeroporto de Guarulhos", argumentou o parlamentar.

Na opinião do deputado, a reforma dos sanitários dos dois terminais já existentes deve se adequar ao projeto do Terminal 3, o que evitaria o esgotamento dos recursos naturais da região e faria de São Paulo um exemplo mundial de respeito ao meio ambiente.

padreafonso@al.sp.gov.br