Eleições no Iraque

PLENÁRIO
02/02/2005 18:38


Said Mourad (PFL) considerou positivas as eleições ocorridas em 30/1 esperando que o pleito seja um marco para pôr fim à violência e dar início a um processo de paz no Oriente Médio. O deputado somente lamentou que o sufrágio tenha ocorrido sob influência norte-americana, violando o princípio da autodeterminação dos povos. "Brasil, Argentina e inúmeros outros países passaram por ditaduras e conseguiram restabelecer a democracia por seus próprios meios, sem a necessidade de interferência externa", comparou. Morad comentou ainda o envio ao Iraque de representantes da comunidade muçulmana brasileira com o objetivo de apelar aos líderes insurgentes pela liberdade de José Vasconcelos Júnior, engenheiro da Odebrecht, que se encontra em poder de seqüestradores.