Saúde Pública

PLENÁRIO
05/10/2004 17:44


Havendo mudança na administração do Hospital Luzia Pinho Melo, em Mogi das Cruzes, o deputado Luis Carlos Gondim (PL) se preocupou com o fato dela ser feita tanto pelo Estado de São Paulo, quanto pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo). "O problema é que a Unifesp vem maltratando os funcionários do Estado, que não têm nem mesmo acesso ao andar que ela administra. Ocorreu um caso em que uma médica cardiologista foi obrigada a se retirar enquanto fazia um teste de esteira em um paciente por não pertencer ao quadro da universidade." Gondim indignou-se com a falta de respeito a esses funcionários, lembrando que muitos deles trabalham no hospital há mais de 25 anos. "Não se pode permitir essa mudança contínua da administração, esse descaso com a saúde. Ele cobrou ação da Comissão de Saúde da Casa para solucionar o problema.