Moradores de São Bernardo lutam por loteamento

Objetivo é impedir a reintegração de posse em loteamento que está consolidado
17/09/2001 08:57


DA ASSESSORIA



Impedir a reintegração de posse, marcada para 22/09, e pedir interferência do Estado no caso do Jardim Lulaldo, em São Bernardo do Campo, foi o objetivo do deputado Wagner Lino (PT) em audiência realizada na sexta-feira, 14/9, com o presidente da Assembléia Legislativa, deputado Walter Feldman (PSDB) e representantes de moradores locais. Na área residem 307 famílias, num total de 1.500 pessoas.

Lino explicou a Feldman que o clima no loteamento, que tem 12 anos de existência e está consolidado, com casas de alvenaria, é de intranqüilidade. "Eles estão dispostos a comprar a área e pagarem um preço socialmente justo, mas o proprietário está dificultando as negociações, pois quer vender a área para a prefeitura, de olho num valor muito maior." Os moradores garantiram que vão resistir seja qual for o encaminhamento da questão até a data marcada para a reintegração. "Ali, temos o trabalho de uma vida inteira. Se as negociações não avançarem e o desfecho for realmente a reintegração, vamos resistir até o final", afirma o morador José Arimatéia.

Feldman prometeu que até a próxima terça-feira encaminhará a Lino posicionamento de suas consultas junto ao governo estadual e à Justiça.