Assembléia Legislativa debate como solucionar o problema do lixo


27/09/2001 16:04


DA ASSESSORIA

A Assembléia Legislativa de São Paulo quer dar sua contribuição para solucionar o problema do lixo. Para tanto, estará realizando nesta sexta-feira, 28/9, a partir das 9 horas, no auditório Franco Montoro, o seminário O desafio do lixo: uma questão ambiental e de inclusão social.

De acordo com o deputado Hamilton Pereira, 1.º secretário da Mesa Diretora da Assembléia e um dos idealizadores do debate, juntamente com o deputado federal João Paulo Cunha (PT-SP) e o vereador Augusto Campos, "o principal objetivo desta iniciativa é abrir um debate com toda a sociedade sobre a Proposta de Política Nacional de Resíduos Sólidos, bem como resolver os problemas decorrentes do lixo, no âmbito estadual, passando pela legislação e debatendo a questão da inclusão social, principalmente daqueles que vivem do lixo e em condições subumanas".

O seminário, que terá na sua abertura a participação do deputado federal José Genoíno, será dividido em duas partes. Na primeira mesa, a partir das 9h30, será discutido O papel do Estado, dos municípios e da sociedade civil frente à proposta de Política Nacional de Resíduos Sólidos. Esta política está prevista em proposta de projeto de lei de âmbito nacional que tem como relator o deputado federal Emerson Kapaz (PPS-SP), um dos debatedores convidados a participar do evento.

Com ele estarão Cícero Bley Jr., engenheiro-agrônomo especialista em resíduos sólidos, o deputado federal Luciano Zica (PT-SP), membro da Comissão que estuda a Política Nacional de Resíduos Sólidos, sob a coordenação do deputado federal João Paulo Cunha, membro da Comissão de Constituição e Justiça da Câmara Federal.

A segunda mesa debaterá, a partir das 14 horas, Ações institucionais e políticas necessárias para implantação de um modelo de gestão do lixo com inclusão social nos municípios de São Paulo, contando com a participação de Elizabeth Grimberg, coordenadora da área de meio ambiente do Instituto Pólis e membro da secretaria executiva do Fórum Lixo e Cidadania da Cidade de São Paulo; Carlos Roberto de Gáspari, coordenador do Centro de Estudos e Apoio Desenvolvimento, Emprego e Cidadania de Sorocaba e Região (Ceadec); Wilson Santos Pereira, coordenador do Projeto Vira Lata e membro da coordenação do Fórum Recicla São Paulo; e do deputado Hamilton Pereira, que abordará a questão da legislação estadual, quanto ao tratamento dos resíduos sólidos e de políticas de inclusão social. A coordenação estará a cargo do vereador Augusto Campos (PT-SP).

O deputado Hamilton Pereira lembra que existem no Brasil cerca de 150 mil pessoas que sobrevivem da coleta de latas de alumínio e outros milhares de catadores de materiais recicláveis. "Por isso, precisamos pensar em medidas de inclusão social, como a criação e financiamento de cooperativas de coleta, seleção e reciclagem", comenta, afirmando ainda que a cidade de São Paulo recicla menos de 2% das 14 mil toneladas de lixo que recolhe diariamente.