Companhia da Polícia Militar de Cândido Mota poderá ter nome de sargento morto em serviço


18/10/2004 17:34


O deputado Pedro Tobias (PSDB) apresentou projeto de lei à Assembléia Legislativa de São Paulo sugerindo seja dado à 3ª Companhia da Polícia Militar do município de Cândido Mota, região de Assis, o nome de sargento Odair Antonio Benelli. Com essa propositura. "Durante toda sua vida profissional, o sargento PM Odair Benelli conquistou o respeito de seus superiores, bem como de seus subordinados, por sua forma idônea e ponderada, sempre agindo dentro da legalidade", ressaltou o parlamentar.

O deputado destacou, ainda, que o policial, no exercício de sua profissão, foi elogiado por 54 vezes em função dos relevantes serviços prestados à comunidade de Tarumã e Cândido Mota, sendo merecedor da Medalha de 5º Grau. A propositura para homenagear o sargento Odair Benelli, diz Pedro Tobias, atende à solicitação do líder comunitário e provedor da Santa Casa, Walter Bucalem.

Odair Antonio Benelli nasceu no dia 12 de abril de 1969 em Tarumã. Era filho de José Benelli e de Vanusi Ribeiro Benelli. Em 1989, ingressou como soldado na Polícia Militar do Estado, exercendo suas funções no 7º BPM/M, na Capital. Três anos depois, em 1992, foi promovido à cabo da PM, permanecendo na Capital.

Em 1994, Benelli ingressou no curso de formação de sargento e foi promovido à graduação de 3º sargento da PM, apresentando-se no 32º BPM/I, em Assis. Sete anos mais tarde, em 2001, Benelli foi promovido, por merecimento, à graduação de 2º sargento.

Entre dezembro de 1994 e setembro de 2002, Benelli exerceu a função de Comandante de Grupamento da Polícia Militar, em Tarumã, sua cidade natal. Ainda no ano de 2002, o sargento foi transferido para a sede da 3ª Companhia da PM, em Cândido Mota, onde exerceu a função de Comando de Grupamento de Patrulha.

Além de ter freqüentado os cursos de cabo e sargento da Polícia Militar, Odair Benelli também era bacharel em Direito.

Em 15 de agosto deste ano, o policial, aos 36 anos de idade, foi assassinado enquanto desempenhava seus serviços na cidade de Cândido Mota, durante um roubo em um estabelecimento comercial. O crime chocou e revoltou a comunidade local.