Notas do Plenário


08/05/2008 19:25


Hospital do Câncer



Após agradecer aos deputados, autoridades, amigos e pessoas que enviaram manifestações a respeito do Hospital do Câncer, Marcos Martins (PT) leu extenso texto falando sobre o assunto. O petista informou que a doença é a segunda maior causa de morte em São Paulo e encerrou dizendo que "quando se fala em câncer, normalmente se faz ligação direta com o amianto, porque uma grande quantidade de pessoas morrem em função da substância e esta precisa ser banida do país". (ME)



Desistência



Na última terça-feira, 6/5, integrantes do Partido Verde se reuniram e decidiram desistir da candidatura do verde José Luiz Penna à prefeitura paulistana para apoiar o atual prefeito, Gilberto Kassab. Olímpio Gomes (PV) declarou sua tristeza pela decisão de seu partido e afirma que teve voto contrário à decisão. Para Gomes, não ter uma candidatura própria irá prejudicar os 83 vereadores e os prefeitos do partido que estão querendo se eleger. "Espero que a partir de 1º de janeiro Kassab seja ex-prefeito", declarou Gomes. (ME)



Primeiro emprego



Para retirar os jovens da ociosidade e dar oportunidades de emprego a quem não tem experiência, está tramitando na Assembléia Legislativa um projeto que visa proporcionar o primeiro emprego a jovens de 16 a 24 anos. Para que as empresas colaborem com o projeto, Vanderlei Siraque (PT) acredita que o governo deva incentivá-las dando descontos nos impostos. Com os jovens empregados, o deputado acredita que diminuirá o número de adolescentes que recorrem às drogas e que são recrutados pelo crime organizado. Isso reduzirá, conseqüentemente, as internações na Fundação Casa. Siraque afirma que "temos que investir para que o crime organizado não adote esses jovens". (ME)



Promedula vetado



Em 19/4 deste ano, por unanimidade, foi aprovado o Projeto de Lei 334/04, o Promedula, programa permanente de doação de medula. Na ocasião todos os deputados festejaram a oportunidade de ajudar pessoas com leucemia e outras doenças. Mas, segundo Hamilton Pereira (PT), a alegria durou pouco, pois o PL foi vetado por José Serra. O petista manifestou sua surpresa, pois disse não acreditar que o governador, ex-ministro da Saúde, tenha vetado tal projeto e acredita que os 94 deputados irão mostrar coerência ao derrubar este veto. (ME)



Situação da perícia



Luiz Carlos Gondim (PPS) comentou reunião da Comissão de Saúde e Higiene desta quarta-feira, 7/5, na qual compareceram os peritos Eumir Cardim Filho e Carmem Misiara, que discorreram sobre os problemas do setor de perícia estadual. "Há muitas deficiências, os servidores reclamam das enormes filas e da insuficiência de médicos", relatou o deputado. Para ele, é preciso concurso público para suprir essa demanda. "Há apenas 98 médicos que atendem cerca de 30 pessoas por dia", disse. Gondim ponderou também que é preciso credenciar clínicas para desafogar o sistema público. (GF)



Apoio da comunidade



Em uma de suas diligências, Carlos Giannazi (PSOL) citou que foi à Escola Estadual Eugênio Mariz de Oliveira Neto, localizada no Jd. São Francisco, Zona Sul da Capital, e que a comunidade local falou em favor dos professores que perderam o Auxílio Local Exercício (ALE), após mudanças feitas pelo órgão competente. "A Secretaria da Educação desorganizou tudo e alguns professores perderam o benefício, que varia de R$ 150 a R$ 300", reclamou o deputado. Segundo ele, há falhas administrativas na secretaria, o que acaba prejudicando os professores. Giannazi solicitou que o órgão faça uma revisão e volte a disponibilizar o ALE para os professores que perderam o benefício. (GF)



Dupla suspeita



Para Olímpio Gomes (PV), a saída do secretário-adjunto de Segurança Pública, suspeito de envolvimento em achaques ao PCC, poderia servir de exemplo para o afastamento do secretário Ronaldo Marzagão. "Serra poderia pensar determinar que ele saísse também", ressaltou o deputado, sugerindo que Marzagão poderia ser investigado. Em relação aos servidores públicos, Gomes acha que nos últimos 14 anos eles têm sido desrespeitados pelo governo do Estado. "A reforma da previdência, por exemplo, aumentou percentual de contribuição e suprimiu garantias", disse. Segundo ele, projetos referentes a benefícios ficam engavetados esperando pela boa-vontade do governo, além de serem desconsideradas emendas legislativas. "O Executivo não respeita a Constituição", reclamou. (GF)



Defesa inteligente



Roberto Felício (PT) comunicou que a bancada de seu partido encaminhou requerimento à Secretaria de Segurança Pública solicitando informações sobre o crime organizado. Após o episódio do possível envolvimento do secretário-adjunto de Segurança Pública, Lauro Malheiros Neto, em extorsões contra o PCC, o PT quer saber como andam as investigações para apurar o caso. Sobre o depoimento da ministra Dilma Roussef no Senado, Felício a elogiou, dizendo que Dilma se saiu muito bem perante a oposição. "Destaque para quando Dilma se defendeu do senador Agripino Maia (DEM/RN), que a insultou dizendo que ela poderia mentir novamente, como fez no período em que foi presa e torturada pela ditadura militar." (GF)



Luta pelos direitos humanos



O deputado José Candido (PT) agradeceu aos membros da Comissão de Direitos Humanos da Casa por ter sido eleito seu presidente nesta quinta-feira, 8/5. "Na próxima reunião da comissão faremos uma audiência pública para apresentação do Regimento Interno da Conferência Estadual dos Direitos Humanos, que será realizada nos dias 15, 16 e 17 de agosto. Convido os parlamentares a participar do evento, na próxima quinta-feira, 15/5". Candido comentou ainda os problemas que o Estado do Pará vem enfrentando com relação ao desrespeito aos direitos humanos, incluindo 300 pessoas ameaçadas de morte por denuciar o tráfico e a exploração sexual de crianças e a pedofilia.



Homenagem às mães



"Quero hoje falar sobre as mães, na pessoa da minha mãe e da mãe do deputado Adriano Diogo (PT), aqui presente. As mães são o símbolo da renúncia, do compromisso e da sublimação do amor. Fui uma criança tímida, à qual a mãe ensinava a tabuada com paciência. Quando, há 21 anos, prestei concurso para o Ministério Público, a entrada das mulheres na área do Direito era vista com reserva. Hoje elas, com sua determinação, engajamento e comprometimento, estão presentes em todos os ramos da carreira jurídica. Convido a todos a participar, no próximo dia 26, da sessão solene que será realizada em homenagem à mulher advogada", declarou Fernando Capez (PSDB).



Mais um museu inaugurado...



"No dia 1º/5, nos subterrâneos do antigo DOPS, conhecido como um símbolo da tortura na época da ditadura militar, depois transformado em museu, vi o que nunca pensei que veria na vida. Naquela data fui convidado a participar da cerimônia de inauguração de exposição patrocinada pela Secretaria da Cultura e pela Pinacoteca do Estado. Durante a festa o vice-governador descerrou a placa de inauguração do Museu da Resistência. Estranho porque, em 20 de janeiro de 2001, coincidentemente, o dia do assassinato do prefeito da Santo André, Celso Daniel, o mesmo espaço foi inaugurado, com o nome de Museu da Liberdade. Ou seja, arrancaram a placa e inauguraram de novo", afirmou Adriano Diogo (PT).