Recursos para o Metrô

PLENÁRIO
22/02/2005 18:01


Waldir Agnello (PTB) sugeriu que poderia haver uma retaliação por parte do Governo Federal contra a administração do PSDB, externada na postura intransigente do presidente do BNDES, Guido Mantega, quanto a um empréstimo de R$ 390 milhões para a ampliação da Linha 2 do Metrô. "São Paulo recolhe anualmente R$ 800 milhões para o Pasep, dos quais 40% são destinado ao BNDES", informou o deputado, ao demonstrar que o Estado oferece garantias de pagamento. Agnello considerou a atitude do banco como um desdém ao mais importante estado da federação, levando-se em conta, ainda, que a instituição financia a instalação do metrô da capital venezuelana, Caracas.