Solene comemora o Dia Estadual de Combate ao Alcoolismo

Deputada Edir presidiu a sessão comemorativa
05/09/2001 19:29


DA ASSESSORIA

A Assembléia Legislativa realizou na noite desta segunda-feira, 3/9, sessão solene comemorativa ao Dia Estadual de Combate ao Alcoolismo, sob a presidência da deputada Edir Sales (PL), com a presença de representantes da Sociedade Antialcoólica da Família Brasileira, da Associação Antialcoólica do Estado de São Paulo e da União Antialcoólica do Brasil.

O presidente da Casa, Walter Feldman, abriu o espaço de pronunciamentos, afirmando que apreciou a iniciativa da deputada em realizar a solenidade que marca a data, estabelecida por lei de autoria da deputada. "Sou médico e sei que esse mal, o alcoolismo, solapa milhares de famílias. Parabenizo as entidades representadas que são responsáveis por boa parte do trabalho de regressão do ex-alcoólatra."

João Carlos de Souza Meirelles, secretário da Agricultura e Abastecimento, representou o governador do Estado. Para ele, o alcoolismo é uma doença e as entidades de combate ajudam aqueles que querem deixar de pertencer a um mundo degradado.

O médico Ronaldo Laranjeira, que coordena o trabalho feito nas Unidades Comunitárias contra Álcool e Drogas, falou sobre políticas públicas. "Atendemos centenas de pessoas e sabemos que o ideal é o governo diminuir o acesso ao álcool, através da proibição de propagandas e da taxação de bebidas, conforme as políticas estabelecidas pela Organização Mundial de Saúde."

"O álcool é o responsável por 50% das internações públicas de pacientes com problemas mentais", frisou o presidente do Conselho Estadual de Entorpecentes, Sérgio Dario, e completou: "O Conselho se alia à deputada para que o Dia Estadual de Combate ao Alcoolismo perpetue."

A deputada Edir pretende lançar um livro "Álcool - a maior droga liberada do século", sobre seu trabalho contra o alcoolismo. A idéia foi elogiada pela vice-presidente da União Brasileira de Escritores, Ana Maria Martins. "Sem dúvida, sua atuação política tem sido marcada com ênfase na luta contra o alcoolismo."

"O revólver que dispara" é um outro livro sobre o tema, de autoria do médico Emanuel Vespucci. Ele também compareceu à sessão e afirmou que o alcoolismo é uma das três que mais mata no mundo. Segundo Vespucci, 15% da sociedade nasce com predisposição para se tornar alcoólatra.

A deputada finalizou a soleninade lembrando seus projetos de lei contra o álcool e suas atividades relacionadas ao combate à maior droga liberada do século. Edir também teve aprovada a lei que obriga a afixação de cartazes em bares com os dizeres "O álcool é prejudicial à saúde, à família e à sociedade".

"Tenho a oportunidade de realizar palestras sobre o assunto e acompanho estudos e estatísticas sobre os danos que o álcool provoca na vida do dependente", declarou Edir, que também encaminhou sugestões ao ministro da Saúde, José Serra, para a implementação do Dia Nacional de Combate ao Alcoolismo.

No Dia Estadual, além de ficar proibida a venda de bebidas, o governo deve realizar programas de conscientização popular sobre essa pauta.