Rui Falcão

Deputados eleitos em outubro/2010
20/12/2010 17:45


Rui Goethe da Costa Falcão (PT) nasceu em Pitangui, a 26 de novembro de 1943. Advogado e jornalista, formou-se em direito na Universidade de São Paulo em 1967. Atuou em importantes periódicos como A Gazeta, Folha de S.Paulo, Jornal da Tarde e Diário do Comércio e Indústria, assim como diretor de redação da revista Exame, entre 1977 e 1988. Militante fundador do PT, Falcão já foi presidente do Diretório Municipal de São Paulo (1989-1992) e atualmente é vice-presidente nacional do Partido. Deu início a sua carreira política como deputado estadual em 1990. Ele exerceria ainda outros três mandatos na Assembleia e um como deputado federal " tendo se licenciado deste para chefiar a Secretaria Municipal de Governo de São Paulo durante a gestão de Marta Suplicy.

A partir de março de 2011, começará seu quarto mandato na Casa, eleito com 174.691 votos. Só na Capital, obteve 145.232 votos, consagrando-se o candidato com a maior votação no maior colégio eleitoral do país.

O mandato de Rui Falcão sempre esteve de portas abertas para os sindicatos e os movimentos sociais reverberarem suas demandas por uma sociedade mais justa. O deputado promoveu junto a representantes do sindicalismo eletricitário e dos radiodifusores comunitários duas diferentes audiências públicas. Além disso, o deputado articulou apoios e ajudou a promover discussões especialmente para dois projetos de sua autoria que podem melhorar a vida de todas as pessoas no Estado.

Falcão apresentou o Projeto de lei 715/2008 que, se aprovado, impedirá que a falta de pagamento nas prestações de serviços essenciais levem o nome dos consumidores para os cadastros de proteção ao crédito. Outro projeto, visando a garantia do acesso aos serviços públicos fornecidos pelo Estado, é o 916/2009, que cria o Tribunal da Cidadania Social do Estado de São Paulo. O órgão seria um meio de acesso direto em que o cidadão poderia solicitar a prestação de serviços públicos e requisitar o cumprimento de direitos.

O reconhecimento pelo trabalho de Rui Falcão veio não só pelos votos: em setembro, Falcão foi o terceiro mais bem avaliado entre os parlamentares da Assembleia pela ONG Voto Consciente, que lhe atribuiu nota dez no quesito "Projetos de lei" e "Comunicação com o eleitor".