Assembléia pode ter também pacote ético

Imunidade parlamentar não pode servir de escudo à impunidade, segundo parlamentar
06/09/2001 14:40


Da Assessoria

O deputado Arnaldo Jardim (PPS) se pronunciou favoravelmente na quinta, 5/9, no plenário da Assembléia Legislativa, à aprovação do Código de Ética e Decoro Parlamentar, votado na Câmara Federal.

Jardim também apoiou a iniciativa do presidente da Assembléia Legislativa, Walter Feldman, de seguir o exemplo da Câmara Federal, criando um pacote ético, para coordenar o exercício e a manutenção da ética no Parlamento paulista. Na ocasião, Jardim pediu aos parlamentares o empenho para que seja votada a sua proposta de emenda constitucional, que propõe a revisão do instituto da imunidade parlamentar, restringindo-a apenas aos crimes de opinião. "O pacote representa uma série de medidas que serão importantes para o fortalecimento da democracia, e não podemos mais permitir que a imunidade parlamentar sirva de escudo, deixando que se propague a impunidade", concluiu Jardim.