Da Tribuna


02/06/2015 18:20 | Da Divisão de Taquigrafia da Assembleia


CARLOS GIANNAZI - Lembra que o Plano Nacional de Educação foi aprovado, pelo Congresso Nacional, em 23/6/2014, definindo metas e diretrizes para a Educação nacional nos próximos dez anos. Diz ter sido esta política educacional construída pela sociedade civil. Informa que o Estado de São Paulo ainda não formulou o seu plano estadual, cujo prazo vence em 24/6. Afirma que a base governista desta Casa sempre obstruiu a elaboração do Plano Estadual de Educação. Ressalta a falta de prioridade neste assunto. Menciona que a greve dos professores já dura 80 dias, em razão da falta de negociação da categoria com o governo. Apela à Comissão de Educação para que haja um debate urgente.

CORONEL TELHADA - Comenta a morte de empresário, ocorrida segunda-feira, no período da tarde, na av. Luiz Carlos Berrini, na capital. Discorre sobre atos violentos em diversos horários do dia, em locais de grande movimentação. Afirma que o sistema legal brasileiro deve ser revisto. Solicita ao secretário de Segurança Pública que aumente o policiamento na região. Diz ser necessário aumentar o efetivo da Polícia Militar e realizar uma reformulação salarial.

JOOJI HATO - Faz coro ao pronunciamento do deputado Coronel Telhada. Afirma que a Polícia deve fazer blitze com bafômetros, assim como o desarmamento, com força tarefa em locais estratégicos. Cita o modelo de tolerância zero, aplicado em Nova York. Diz que se todas as leis que foram elaboradas em seus mandatos tivessem sido aplicadas, inclusive como vereador, haveria menor violência na sociedade. Comenta o pronunciamento do deputado Luiz Carlos Gondim, ontem, sobre a violência e falta de viaturas policiais em Mogi das Cruzes.

LECI BRANDÃO - Convida para o lançamento, amanhã, da Frente Parlamentar em Defesa da Petrobrás, proposta pelo PCdoB. Informa o propósito de defender os interesses e a valorização da empresa, considerada um dos maiores patrimônios brasileiros. Cita números da empresa e do setor. Menciona invasão, por 15 homens encapuzados, na Apeoesp em Mogi das Cruzes, durante uma reunião de professores municipais. Diz que o prédio foi inteiramente destruído. Solidariza-se com os professores do Estado de São Paulo.

LUIZ CARLOS GONDIM - Menciona a prisão, em Mogi das Cruzes, de quadrilha com 24 assaltantes, que atuavam em roubo de carga na região. Agradece ao governador e ao secretário da Segurança Pública pelo envio de 67 policiais para o batalhão da cidade. Afirma que continuará solicitando mais efetivos para a região. Discorre sobre a preocupação dos cidadãos de Santa Izabel com a transposição da represa do rio Jaguari, e a falta de água na região, a partir de outubro. Informa que o prefeito solicitou a construção de uma represa na cidade. Pede atenção especial do governo paulista para as necessidades da região.

PROFESSOR AURIEL - Afirma grande o número de reclamações, feitas pelos deputados, diariamente, na tribuna desta Casa. Considera incompetente o governo estadual. Compara o metrô do México com o de São Paulo, em razão da baixa extensão construída. Destaca a dificuldade para se instalar as CPIs do "trensalão" e investigar a falta de água em todo o Estado. Pede que os deputados tomem ações para o enfrentamento do Executivo.

DAVI ZAIA - Diz ser hoje o Dia da Comunidade Italiana, comemorado a partir de 1988, com a lei do então deputado Vitor Sapienza. Cita a entrega do troféu Loba Romana, em sessão solene, realizada todos os anos, para aqueles que se destacaram nas relações entre Brasil e Itália. Informa a comemoração, na última sexta-feira, da 3ª Jornada Brasil-Itália, na Câmara Municipal de São Paulo. Relata que a maior comunidade italiana fora da Itália vive em São Paulo.

CAIO FRANÇA - Agradece ao secretário da Habitação, Rodrigo Garcia, pelo programa Litoral Sustentável. Cita a presença de diversas habitações irregulares, interferindo na Segurança Pública, saneamento básico, entre outros. Parabeniza o secretário, que anunciou novo conjunto de habitações populares na região. Enaltece o novo horário das 11 horas para o jogo de futebol. Ressalta que a mudança propicia a presença da família e colabora com o trabalho da Polícia Militar, devido a menores quantidades de ocorrências com drogas e bebidas.

CARLOS GIANNAZI - Discorre sobre documento, da Secretaria da Fazenda, a respeito do Projeto de lei Complementar 25, cuja aprovação terá grande impacto orçamentário para o Erário público. Aponta malefícios no projeto. Diz que, de acordo com o documento, o impacto orçamentário será de 53 milhões de reais por ano. Apela para que os deputados façam uma reflexão sobre as contradições deste projeto, antes de sua deliberação.

ABELARDO CAMARINHA - Discorre sobre obra habitacional em Marília. Empresta apoio a criação de CPI sobre supostas irregularidades na Federação Paulista de Futebol. Comenta notícia de que o BNDES usa dinheiro do Fundo de Amparo ao Trabalhador em seus empréstimos.

CAIO FRANÇA - Pelo art. 82, comenta a situação financeira do Hospital Irmã Dulce, na Praia Grande. Elogia o anúncio da instalação de um Ambulatório Médico de Especialidades (AME) na Santa Casa de São Vicente.