Parlamentar sugere uso de drones no combate ao Aedes aegypti


03/06/2016 10:14 | Da assessoria do deputado Marcos Damasio


O secretário estadual da Saúde, David Uip, classificou como "útil" a ideia do deputado Marcos Damasio (PR) de adotar drones (aeronaves não tripuladas) para combater o mosquito Aedes aegypti e admitiu a possibilidade de estudos, uma vez que "o aparecimento de novas tecnologias a serem empregadas no controle de vetores requer a realização de estudos para avaliação de sua eficiência e aplicabilidade".

De acordo com Uip, as imagens captadas podem servir de prova para processos de imposição de multa e/ou autorização de abertura forçada do local para as devidas providências, sendo útil para complementar as atividades de campo que devem ser desenvolvidas.

Alguns municípios, inclusive, já estão utilizando esta tecnologia no mapeamento estratégico de criadouros em locais de grande extensão, fechados ou de difícil acesso, dentre outros. O secretário destaca, no entanto, que a remoção, eliminação ou tratamento químico e biológico destes potenciais criadouros de mosquitos depende das tradicionais atividades de controle vetorial.

"A proposta, apresentada por mim na Indicação 274/2016 ao governo do Estado, é justamente ter nos drones um parceiro no combate ao mosquito, permitindo melhor mapeamento e estruturação das ações de campo", argumenta o deputado.

Damasio também é autor dos projetos de lei 250/2016 (cria a Campanha Permanente de Conscientização e Combate ao Mosquito Aedes aegypti) e 120/2016 (proíbe o uso de pneus em estacionamentos ao ar livre).

marcosdamasio@al.sp.gov.br