Estado de São Paulo Transparência ALESP
14/06/2017 16:10

Reforma em escola põe em risco alunos e funcionários

Da assessoria do Deputado Carlos Giannazi


Download
Porta de sala de aula na EE Mauricio de Castro

A EE Agenor de Campos, em Mongaguá, passa por uma reforma em seu telhado. A notícia seria boa, se a secretaria da Educação não tivesse determinado a continuidade das aulas durante as obras - pondo em risco a segurança de alunos, funcionários e professores. "As crianças brincam na hora do intervalo embaixo do telhado que está sendo reformado, com risco de graves acidentes", afirmou Carlos Giannazi.

Giannazi considerou falta de planejamento e de um mínimo de organização por parte da Fundação para o Desenvolvimento da Educação (FDE), entidade responsável pela manutenção das instalações escolares. "É óbvio que as reformas têm de ser executadas fora do período letivo", argumentou, enfatizando que, se não houver alternativa, as aulas devem ser suspensas.

Recentemente, o deputado levou a público a situação da escola Adherbal de Paula Ferreira, em Itapetininga, que foi interditada em 8/6 pela Defesa Civil porque seu telhado corre o risco de ruir, bem como da escola Maurício de Castro, em São Bernardo do Campo, que necessita de reforma urgente (as aulas são suspensas em dias de chuva por conta das goteiras). "Todas as denúncias que recebo, comunico à secretaria da Educação e à FDE, e em muitos casos aciono o Ministério Público, para que medidas sejam tomadas e os responsáveis sejam punidos", disse Giannazi.

carlosgiannazi@uol.com.br