Campeão de memorização dá dicas em programa de tevê


14/06/2010 17:52

Compartilhar:

Renato Alves e Orlando Morando<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/06-2010/MORANDOREANTOALVES.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A pouca memória foi tema da entrevista do deputado Orlando Morando (PSDB) no programa Personalidade Mais do dia 5/6. O convidado especial Renato Alves é especialista em memorização e campeão brasileiro nesta modalidade, que está no Guiness brasileiro.

Para Renato Alves, memória não é decorar, mas entender o conhecimento e assimilar. O especialista fala também dos esquecimentos diários nos trens do Metrô e de casos recentes de pais que esqueceram os filhos no carro, entre outros. Daí ser importante perguntar: "o que eu posso fazer para não esquecer?" Porque o ser humano recebe hoje muita informação e acaba tendo uma memória específica, como, por exemplo, para exercer seu trabalho, mas não se preocupa com a memória como um todo.

O "pulo do gato", ainda segundo Renato, "é organização". É importante organizar todo o conteúdo na memória, ou seja, estudar, entender e organizar são importantes para lembrar os fatos.

Morando perguntou sobre o mito da "memória de elefante". E Renato contou que essa expressão nasceu porque um elefante lembrou de vários comandos de seu treinador 40 anos depois. Hoje, o animal com maior capacidade de memória é uma raça de cão de pastoreio, que consegue guardar 300 comandos.



omorando@al.sp.gov.br