Guerra Fiscal reconvoca empresas de combustíveis


28/05/2008 20:51

Reunião da CPI da Guerra Fiscal<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/05-2008/CPI GUERRA FISC deps (1)ROB.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Roberto Morais <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/05-2008/CPI GUERRA FISC dep roberto morais (5 of 5)ROB.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Representantes das empresas ASK Petróleo do Brasil S.A., da TUX Distribuidora de Combustíveis Ltda. e da Exxel Brasileira de Petróleo Ltda., convocados para prestar esclarecimentos sobre operações com combustíveis, não compareceram à reunião da CPI da Guerra Fiscal, presidida pelo deputado Roberto Morais (PPS), que aconteceu na manhã desta quarta-feira, 28 de maio.

Por proposta do relator, deputado Jorge Caruso (PMDB), os representantes foram reconvocados para reunião da próxima quarta-feira, 4/6. Na mesma reunião, deverão ser ouvidos representantes da DSC Transportes e Representações, que efetuava o serviço de transporte de combustível das empresas investigadas.

A comissão definiu ouvir, em futura reunião, o delegado do Deic Giovani Sesti Moschini, responsável pelo inquérito que envolve o caso da soja, objeto de investigação da CPI.