Curso de gestão esportiva atrai representantes de 54 cidades


15/02/2005 19:41

Paulo Frateschi, presidente do Diretório Estadual do PT (esq), Walter da Silva, assessor da Liderança do PT (centro) e deputado Ênio Tatto (dir) <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/hist/gestao esporte.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

DA REDAÇÃO

Com a participação de 220 representantes de 54 cidades - prefeitos, vereadores, secretários municipais e diretores de setor -, a Liderança do Partido dos Trabalhadores deu início, na manhã desta terça-feira, 15/2, ao Curso de Capacitação em Gestão Esportiva.

Durante três dias, especialistas vão discutir temas como gestão de recursos humanos, medicina esportiva, esporte e inclusão social.

"O conceito de inclusão social é um dos que deve estar mais fortemente ligados à formulação de uma política de esportes", afirmou o presidente do Diretório Estadual do PT, Paulo Frateschi, na abertura do evento. Para ele, um projeto mais amplo de mudança no Brasil passa, obrigatoriamente, pela elaboração de um plano de atuação na área esportiva.

O deputado Enio Tatto, membro da Comissão de Esporte, Lazer e Turismo da Assembléia Legislativa, lembrou que o esporte, como elemento social e de melhoria da qualidade de vida, merecia ser mais lembrado no Orçamento do Estado, "onde é o campeão dos poucos recursos". Para ele, os bons resultados obtidos tanto nas Olimpíadas de Atenas como nas Paraolimpíadas são frutos de uma política adequada implantada pelo governo federal.

O historiador e assessor da bancada petista Walter da Silva proferiu a primeira palestra, com o tema "A filosofia do esporte e os partidos políticos". Ele é coordenador do Setorial Municipal de Esporte e Lazer do PT em São Paulo.