Pereira Barreto é marco da imigração japonesa

Estâncias Paulistas
20/09/2010 19:30

Compartilhar:

Praia Pereira Barreto<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/09-2010/praia de pereira barreto.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Rio Tietê<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/09-2010/Pereira Barreto rio tiete.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Canal Pereira Barreto<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/09-2010/canal pereira barreto.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Cultura oriental: relógio<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/09-2010/cultura oriental - relogio.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Centro da cidade<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/09-2010/Pereira Barreto centro.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Pescadores<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/09-2010/Pereira Barreto pescadores.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Situada no extremo noroeste de São Paulo " a 621 quilômetros da capital ", na divisa com o Mato Grosso do Sul, Pereira Barreto foi fundada em 11 de agosto de 1928, com o nome de Novo Oriente, quando a Sociedade Colonizadora do Brasil adquiriu parte das terras do povoado de Itapura, para receber imigrantes japoneses que vieram trabalhar na lavoura. Em 1938, o distrito de Novo Oriente foi elevado à categoria de cidade e recebeu o nome de Pereira Barreto, em homenagem ao médico e político Luiz Pereira Barreto.

O município tem área de 982,70 quilômetros quadrados e, segundo o IBGE, cerca de 25 mil habitantes (dados de 2001). O projeto de lei que transformou Pereira Barreto em estância turística foi aprovado pela Assembleia Legislativa em 13 de abril de 2000.

Pereira Barreto é hoje considerada um paraíso ecológico. O turismo tem dado expressiva contribuição para a geração de renda no município. Uma de suas atrações é o Canal de Pereira Barreto. Trata-se do segundo maior canal do mundo a interligar duas bacias hidrográficas (as dos rios Tietê e Paraná, através do rio São José dos Dourados). Projetado para ligar o reservatório da Usina Hidrelétrica de Três Irmãos (a maior usina do rio Tietê, localizada entre os municípios de Andradina e Pereira Barreto) ao de Ilha Solteira, o canal teve sua construção iniciada em julho de 1980 e, com extensão de 9,6 quilômetros, é uma via navegável até a cidade mineira de São Simão.

Construído em 1958, o Relógio de Quatro Faces é um monumento erguido por ocasião do 30º aniversário de fundação da cidade. Também típica da cultura nipônica, a Torre de Cinco Andares foi igualmente inaugurada em 1958, na praça da Bandeira. Representa um templo de madeira onde os samurais guardavam tesouros e livros sagrados.

Com águas limpas e cristalinas, a praia do Pôr do Sol é uma das principais atrações turísticas de Pereira Barreto. Trata-se de uma praia artificial, situada na margem direita do rio Tietê, no reservatório da usina Três Irmãos. Com 328 metros de extensão, a praia oferece, além da possibilidade de um mergulho, atividades como academia ao ar livre, espaço para a prática de competições esportivas (tais como vôlei, futebol e skate), área para camping, quiosques (com mesas e churrasqueiras) e lanchonetes.

Para resgatar a história da cidade, foi fundado em 2001 o Museu Histórico da Colonização de Pereira Barreto. A instituição fica localizada no clube da Associação Cultural e Esportiva de Pereira Barreto. Eventos culturais da cidade são realizados na Casa da Cultura Aristeu Custódio Moreira, um espaço para a divulgação de obras literárias e exposições artísticas, apresentação de recitais e peças teatrais.