Fusão entre Saned e Sabesp aperfeiçoará sistema de água


01/06/2010 19:30

Compartilhar:

José Augusto (centro) e José Dourado (dir.) em reunião com Dilma Pena<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/06-2010/JOSEAUGUSTODILMA.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

José Augusto (PSDB) e o vereador de Diadema José Dourado reuniram-se nesta terça-feira, 1º/6, com a secretária de Estado de Saneamento e Energia, Dilma Pena, para discutir a fusão entre a Companhia de Saneamento de Diadema (Saned) e a Companhia de Saneamento Básico do Estado de São Paulo (Sabesp).

A secretária informou que o projeto de lei que trata da parceria tramita na Câmara Municipal de Diadema desde abril deste ano. O motivo da fusão é a dívida de R$ 685 milhões que a Saned tem com a Sabesp, desde a municipalização dos serviços feita há 15 anos. A empresa pública de Diadema também tem débitos de fornecimento de água.

A secretária estadual informou que o acordo envolverá o perdão de multas e juros, o que reduzirá esse montante da dívida. Só de indenização proveniente do rompimento do contrato com a Sabesp, feito na ocasião pela prefeitura de Diadema, o município terá de arcar com R$ 97 milhões. A dívida inicial era de R$ 60 milhões.

José Augusto tem recebido da Secretaria Estadual de Saneamento e Energia relatórios detalhados sobre o assunto. "Sabemos do esforço do governo estadual em ajudar o município de Diadema a resolver esse problema. O Estado tem feito tudo com muita seriedade e transparência. A negociação vai ser boa para o município, pois o Estado reduzirá o valor da dívida", afirmou José Augusto.

O deputado acrescentou que Dilma Pena tem sido sensível à questão de Diadema. "A secretária teve uma atitude carinhosa com Diadema e suspendeu, inclusive, sequestros da receita da Saned para não prejudicar a população", explicou.



joseaugusto@al.asp.gov.br