Parlamentar reúne grupo pró-regularização fundiária na Assembleia


08/05/2015 11:38 | Da assessoria da deputada Márcia Lia

Compartilhar:

Márcia Lia e grupo pró-regularização fundiária em reunião na Alesp<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg170073.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Um dos pontos mais importantes da Carta de Apiaí, que prevê a organização de setores ligados à agricultura familiar numa "governança" para resolver problemas de regularização fundiária nas áreas urbana, rural e ambiental no Estado, foi tema de reunião solicitada por Márcia Lia (PT) com a direção da Assembleia Legislativa, na manhã desta quinta-feira (7/5), em São Paulo. A deputada e convidados para a reunião foram recebidos pelo chefe de gabinete da presidência da Alesp, Paulo Peixoto, representando o presidente, deputado Fernando Capez (PSDB).

Participaram da reunião o presidente da Federação da Agricultura Familiar (FAF) Marcos Pimentel, o engenheiro agrônomo ligado à FAF/CUT-SP, Raimundo Pires Silva, o assessor de Agricultura da Liderança do PT na Alesp, Alberto Vasquez, o presidente do Consórcio de Segurança Alimentar e Desenvolvimento Local (Consad) do Sudoeste Paulista, José Vicente, e, de Apiaí, o prefeito Ari Kinor e o secretário municipal de Planejamento, Valmor Pontes.

"Chamamos esta reunião para envolver a Assembleia Legislativa e deputados empenhados no assunto, porque muitos municípios nas regiões sudoeste e Vale do Ribeira estão devolvendo recursos dos governos federal e estadual, para a construção de equipamentos de saúde e assistência social, por exemplo, por falta de áreas para oferecer", explicou a deputada. Márcia ressaltou que estas duas regiões têm baixo desenvolvimento social e humano, com poucas políticas públicas de assistência estruturadas.

marcialia@al.sp.gov.br