Lançada a Frente Parlamentar Guarulhos quer Metrô

Trânsito até a capital movimenta 146 mil pessoas por dia e é o maior fluxo intermunicipal do país
28/05/2015 19:37 | Da Redação - Fotos: Maurício Garcia de Souza

Compartilhar:

Engenheiro Peter Alouche, que trabalhou no Metrô de São Paulo por 40 anos<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171065.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Secretário de Transportes do município de São Paulo, Jilmar Tatto<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171066.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público participa do lançamento da frente <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171067.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Alencar Santana<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171068.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Lançamento da Frente Parlamentar Guarulhos quer Metrô<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171069.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Auditório Franco Montoro da Assembleia <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171070.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Engenheiro Peter Alouche <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171071.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Lançamento da Frente Parlamentar Guarulhos quer Metrô<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171072.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público participa do lançamento da frente<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-05-2015/fg171073.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Nesta quinta-feira, 28/5, foi lançada, na Assembleia Legislativa, a Frente Parlamentar Guarulhos quer Metrô, coordenada pelo deputado Alencar Santana Braga (PT). A frente é continuidade do movimento Guarulhos quer Metrô iniciado em 2013, integrado por várias entidades, em prol da maior extensão e celeridade na construção da rede de transporte metropolitano na região de Guarulhos.

O objetivo da frente, segundo o deputado Alencar Santana, é debater a integração metropolitana entre Guarulhos e São Paulo, especialmente em relação à malha metro-ferroviária, angariando apoios para agilizar sua execução. O maior fluxo de trânsito entre duas cidades no país é entre São Paulo e Guarulhos, com mais de 146 mil pessoas por dia. O deputado apresentou vídeo com a história do transporte em Guarulhos. Em 1915 foi construída a Estrada de Ferro Cantareira, desativada em 1965. "O mundo andou e nós voltamos para trás", observou Alencar Santana.

O secretário de Transportes do município de São Paulo, Jilmar Tatto, lembrou que em São Paulo circulam 50% de transporte público e 50% privado, sendo que este ocupa 80% do espaço. "Espaço público tem de sobra, mas o carro o ocupa em excesso; daí a necessidade de priorizarmos o transporte público", declarou. A solução para as grandes cidades é o transporte ferroviário que permite maior mobilidade para grandes carregamentos e longas distâncias.

Para o vereador Professor Jesus, presidente da Câmara de Guarulhos, esta luta, iniciada em 2013, ganhou grande envergadura, sendo encampada pelo povo guarulhense.

A grande importância de Guarulhos em termos de arrecadação para o Estado, foi lembrada por Aarão Rubens de Oliveira, presidente da Agência de Desenvolvimento e Inovação de Guarulhos (Agende). Por isso, salientou, não haver integração de transporte eficaz entre São Paulo e Guarulhos prejudica todo o Estado.

As tecnologias do transporte foram abordadas pelo engenheiro Peter Alouche, que trabalhou no Metrô de São Paulo por 40 anos. "São Paulo é um doente na UTI e por isso precisa de soluções drásticas", comentou. "Não adianta inventar: o Metrô é a única e definitiva solução", concluiu. Para Alouche, todas as tecnologias são boas, e a escolha de uma ou outra é uma decisão política e estratégica. Em primeiro lugar, estão a questão urbana e do meio ambiente, a segurança e confiabilidade do sistema, cuja tecnologia tem que ser comprovada.

O secretário de Transportes de Guarulhos, Atílio Pereira, apresentou o panorama da situação do transporte público em Guarulhos e fez uma análise do sistema de transporte público metropolitano integrado.

Alberto Epifani, diretor de Planejamento do Metrô de São Paulo, considera a articulação de Guarulhos com São Paulo fundamental para o desenvolvimento econômico do país. Segundo ele, o papel do Estado é oferecer uma rede de transporte na qual quem faz a otimização do percurso é o usuário. São Paulo, em sua opinião, tem uma rede pequena de Metrô, mas extremamente importante - uma das mais importantes do mundo. O planejamento do Metrô para Guarulhos, explicou, comporta o prolongamento da Linha 2 até a rodovia Dutra. A obra já foi licitada e após o término deste processo será feito o projeto executivo, para então começarem as obras. A solução definitiva, contudo, para Guarulhos, é a Linha 19, cujo projeto funcional deve ficar pronto no final do ano.

Para o prefeito de Guarulhos, Sebastião Almeida, a questão da mobilidade no município é tratada com descaso: "há quantos anos ouvimos essa história do Metrô para Guarulhos e até agora nem encostou lá", declarou. "Guarulhos não aguenta mais esta situação", concluiu.

O deputado Enio Tatto (PT) considera inaceitável que depois de mais de 40 anos haja tão pouco Metrô em São Paulo. Lembrou que foram mais de 40 bilhões de reais aprovados pela Assembleia Legislativa e apenas 20 bilhões foram executados. "Há evidentemente um problema de gestão", disse.

Compareceram ao evento representantes de diversas entidades da sociedade civil, vereadores de Guarulhos e São Paulo, além de deputados estaduais integrantes da frente.