Assembleia participa do Junho Vermelho

Campanha realizada anualmente incentiva a doação de sangue
03/06/2016 19:06 | Da Redação - Foto: Vera Massaro

Palácio 9 de Julho, no Ibirapuera, é  um dos locais que contribui para dar visibilidade à campanha de doação de sangue<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2016/fg190241.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A Assembleia Legislativa participa novamente do Junho Vermelho, uma iniciativa do Movimento Eu Dou Sangue pelo Brasil para incentivar a doação de sangue como um hábito constante. Durante todo o mês de junho, o Palácio 9 de Julho, sede do Parlamento paulista, estará iluminado externamente com luzes vermelhas, como uma forma de contribuir para dar visibilidade à campanha.

Resultado de uma parceria entre o movimento e diversas instituições dos setores público e privado, o Junho Vermelho faz da iluminação de prédios e monumentos históricos brasileiros um alerta para a necessidade da doação de sangue.

Segundo a coordenadora do Movimento Eu Dou Sangue pelo Brasil, Debi Aronis, a campanha realizada no ano passado produziu um aumento de 30% das coletas no período. "A cada ano nossas ações ganham em apoio e amplitude ao atrair cada vez mais a atenção da população e o engajamento de personalidades da sociedade civil, da iniciativa privada e de órgãos públicos", afirma Debi.

De acordo com a Fundação Pró-Sangue, instituição pública ligada à Secretaria de Estado da Saúde e ao Hospital das Clínicas São Paulo, são requisitos básicos para a doação estar em boas condições de saúde; ter entre 16 e 69 anos, desde que a primeira doação tenha sido feita até 60 anos; pesar no mínimo 50 kg; estar descansado (ter dormido pelo menos seis horas nas últimas 24 horas); estar alimentado (evitar alimentação gordurosa nas quatro horas que antecedem a doação); e apresentar documento original com foto recente, que permita a identificação do candidato, emitido por órgão oficial.

Os monumentos de São Paulo ganharam uma iluminação especial para a campanha organizada pelo Movimento Eu Dou Sangue pelo Brasil. A ação antecipa o Dia Mundial do Doador de Sangue, comemorado no dia 14.

No Brasil, os doadores correspondem a apenas 1,9% da população, mas a Organização Mundial da Saúde (OMS) recomenda que 3% a 5% dos habitantes de um país sejam doadores. A situação se acentua no inverno, quando é esperada uma redução do número de doações em 30%.

Em 2015, a campanha conseguiu evitar essa queda no período dos meses de junho, julho e agosto e ainda gerou um aumento no volume de doações em torno de 30%, segundo dados da Secretaria de Saúde do Estado de São Paulo.

Anualmente no Brasil, são coletadas 3,6 milhões de bolsas de sangue, correspondendo a 3,1 milhões de transfusões em ambulatórios e hospitais.

Os monumentos iluminados são: Viaduto do Chá, Ponte dos Bandeirantes, Biblioteca Mario de Andrade, Estátua do Borba Gato, Câmera dos vereadores, Sala de São Paulo, Monumento às Bandeiras e a Sede da Secretaria de Desenvolvimento Social. A campanha também vai seguir em outros Estados.

Mais informações sobre locais e requisitos para doação estão disponíveis nos sites www.eudousangue.com.br e www.prosangue.sp.gov.br.

Fonte: G1 São Paulo