Comunidade reclama por corte no fornecimento de leite


15/06/2016 15:02 | Da assessoria da 1ª Secretaria

Zelão, Mário Teixeira, Maria Helena e Enio Tatto<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2016/fg191407.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Desde maio de 2015 a Secretaria estadual de Desenvolvimento Social cortou o fornecimento de leite para a Sociedade Amigos do Jardim Verônica, na zona leste da capital. Eram destinados à sociedade 563 litros mensais do Projeto Vivaleite, que eram distribuídos para 353 famílias com crianças de zero a sete anos e para 140 idosos, todos carentes.

Este fato foi relatado nesta quarta-feira, 15/6, ao 1º secretário da Assembleia Legislativa, deputado Enio Tatto (PT), por Maria Helena Gardiano Teixeira, presidenta da associação, Mário Levy Teixeira, apoiador da entidade, e o ex-vereador Zelão (PT).

"Entregamos, há mais de um ano, a prestação de contas da sociedade no Poupatempo de Itaquera para um funcionário do Estado de nome Rodrigo. Ele desapareceu junto com a papelada e ninguém sabe onde ele está", relatou Maria Helena. Disse ainda que compareceu por diversas vezes à sede da secretaria responsável pelo Projeto Vivaleite, para entregar novos documentos, sem contudo obter sucesso.

"Faz mais de um ano que estamos brigando por isso. Dizem que vão resolver, mas o leite não chega para abastecer moradores vulneráveis de uma grande favela", disse Maria Helena, que agradeceu a Enio Tatto por se dispor a marcar audiência com os responsáveis pelo Programa, para restabelecer o fornecimento de leite.

eniotatto@al.sp.gov.br