Prêmio homenageia Inezita Barroso


22/06/2016 20:19 | Da Redação

 Inezita Barroso   Foto: José Antonio Teixeira<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2016/fg191821.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Marcos Martins, autor do Projeto de Resolução 31/2015 que institui o prêmio Inezita Barroso   Foto: Vera Massaro<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2016/fg191824.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Foi aprovado nesta quarta-feira, 22/6, pela Assembleia Legislativa, o Projeto de Resolução 31/2015, de autoria do deputado Marcos Martins (PT), instituindo o prêmio Inezita Barroso, a ser concedido a personalidades físicas ou jurídicas que se destacam por sua contribuição à música caipira de raiz e qualquer outra forma de arte genuinamente popular que a complemente. A premiação, uma estatueta, acompanhada do respectivo diploma, será entregue pelo presidente da Casa. A cerimônia será realizada anualmente no dia 4 de março, aniversário de nascimento da cantora.

Inezita

Ignez Magdalena Aranha de Lima nasceu em São Paulo no ano de 1925, foi cantora, atriz, instrumentista, bibliotecária, folclorista, professora e apresentadora de rádio e televisão. Recebeu o troféu Roquette Pinto como melhor cantora de rádio; o prêmio Guarani, como melhor cantora em disco, além do prêmio Saci de Cinema. Em 2003, foi condecorada com a medalha Ipiranga, recebendo o título de comendadora da música raiz. Inezita Barroso faleceu em São Paulo, no dia 8 de março de 2015.