Projeto cria Centro de Tratamento para Síndrome Pós-pólio e Doenças Neuromusculares


23/06/2016 17:03 | Da assessoria do deputado Carlos Giannazi

Giannazi e ativistas do projeto<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-06-2016/fg191899.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Após dois anos de luta e de audiências públicas organizadas pelo mandato do deputado Carlos Giannazi (PSOL), o plenário da Assembleia Legislativa do Estado reconheceu o mérito e aprovou, na tarde do dia 21/6, o Projeto de Lei 660/14, que autoriza o Poder Executivo a criar o Centro de Referência de Diagnóstico e Tratamento de Pessoas com Síndrome Pós-pólio e Doenças Neuromusculares.

Fruto do trabalho e da ampla mobilização dos movimentos organizados que buscaram este espaço legislativo para uma conquista importante, que trará mais qualidade de vida e um novo horizonte no diagnóstico e tratamento de vítimas de doenças usualmente negligenciadas pelo poder público, o PL ora aprovado foi elaborado na medida das necessidades desses grupos de pessoas e contou com a colaboração direta deles.

Entre os que lutaram pelo projeto estão o ativista Ari Colatti, do Grupo Síndrome Pós-pólio Brasil; Eliana Zagui e Paulo Machado, portadores da poliomielite, ativistas "moradores" do Hospital das Clínicas há mais de 40 anos; o diretor do setor de Neurologia da Universidade Federal de São Paulo (Unifesp), responsável pela criação do CID-G14 (Síndrome Pós-pólio) na Organização Mundial da Saúde, Acary Souza Bulle; o fisioterapeuta e professor Abrahão Quadros; Sandra Ramalhoso e Antônio Cláudio Vituriano, respectivamente vice e presidente da Associação G14 de Apoio aos Pacientes de Poliomielite e Síndrome Pós-pólio.

carlosgiannazi@uol.com.br