Duplicação da SP-191 é discutida com Intervias


11/07/2017 15:03 | Da assessoria do deputado Aldo Demarchi

Nelson da Silva, Aldo Demarchi, Juninho da Padaria e Paulo de Lima<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-07-2017/fg205199.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

O deputado Aldo Demarchi, o prefeito João Teixeira Júnior (Juninho da Padaria), e o secretário municipal de Obras, Paulo Roberto de Lima, estiveram reunidos para tratar da manifestação técnica da Prefeitura de Rio Claro sobre a duplicação da rodovia SP-191 (Wilson Finardi). O encontro aconteceu na última segunda-feira (10/7) com o gerente de Planejamento, Nelson Machado da Silva, e o engenheiro ambiental Henrique Simionato Robortella, ambos da concessionária Intervias.

As obras estão previstas para começar em novembro, no trecho que vai da SP-330 (Anhanguera), em Araras, até a SP-310 (Washington Luís), nas imediações do distrito de Batovi, em Rio Claro.

Na oportunidade, também abordou-se a questão do acesso à rua Jacutinga, no quilômetro 72 mais 300 metros. Os técnicos explicaram que ele não será fechado, mas a configuração do projeto de duplicação impedirá o cruzamento da rodovia, o que deverá ser feito por dispositivos de retorno. "Os técnicos esclareceram que qualquer mudança implicará atraso nas obras em até um ano, o que não interessa a ninguém", informa o deputado.

No que se refere à implantação de avenidas marginais ao longo da duplicação, o prefeito Juninho da Padaria esclareceu que representaria um novo impacto ambiental e consequente processo adicional de licenciamento, além de desapropriações.