Solidariedade aos servidores públicos de Cubatão


27/07/2017 18:40 | Da assessoria do deputado Carlos Giannazi

Servidoras de Cubatão e Carlos Giannazi<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-07-2017/fg205705.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Por meio das redes sociais, o deputado Carlos Giannazi (PSOL) manifestou seu apoio à população e aos servidores públicos de Cubatão. Eles foram reprimidos com spray de pimenta pela Polícia Militar, na quarta-feira (5/7), enquanto protestavam pacificamente na audiência pública de prestação de contas do prefeito Ademário Oliveira (PSDB).

Esta não foi a primeira vez que a PM usou de violência desproporcional contra os servidores de Cubatão. "Isso aconteceu também em outros momentos, inclusive em março deste ano, na Câmara Municipal, na votação de um projeto que retirou vários direitos dos servidores. Novamente a prefeitura age com truculência e com autoritarismo contra a população e contra os servidores, que estão sendo criminalizados", afirmou o deputado.

Além dos servidores municipais, que estão como os salários atrasados, participaram da manifestação trabalhadores demitidos da Companhia Cubatense de Urbanização e Saneamento e da empresa terceirizada de vigilância Marvin, que não tiveram o pagamento de rescisões de contrato.

"O prefeito, em vez de rever a política de desonerações e cobrar os grandes devedores inscritos na Dívida Ativa, está na verdade retirando os direitos dos trabalhadores e dos servidores, sobretudo dos profissionais da Educação. Esses são os mais penalizados com essa política de ajuste fiscal", concluiu.