Estado de São Paulo Transparência ALESP
13/09/2017 17:59

Comissão recebe presidente da Desenvolve SP

Vinícius Moreira - Foto: Marco Antonio Cardelino


Download
Reunião da comissão

A Comissão de Ciência, Tecnologia, Inovação e Informação ouviu, nesta terça-feira (13/9), o presidente da Desenvolve SP (Agência de Desenvolvimento Paulista), Milton Luiz de Melo Santos. Ele explicou aos deputados a forma com que atua a empresa e também destacou os resultados obtidos nos últimos anos. A Desenvolve SP é uma instituição financeira que apoia o desenvolvimento da economia paulista.

O presidente da comissão, deputado Orlando Bolçone (PSB), classificou o encontro como positivo. "A empresa tem um papel estratégico no Estado, importantíssimo para o crescimento das políticas de ciência, tecnologia e inovação. É necessário divulgar o projeto para atender cada vez mais municípios", disse.

Para o deputado Davi Zaia (PPS), o grande desafio da agência é desenvolver as empresas de pequeno e médio porte. "O foco deve ser exclusivamente nas empresas que precisam de recursos de longo prazo, mas a eles não têm acesso no mercado financeiro. Isso para que não aconteça como no BNDES, com o direcionamento de recursos para grandes empresas", criticou.

O presidente da Desenvolve SP mostrou, por meio de um gráfico, que a maior parte dos municípios atendidos está nas regiões sul e leste do Estado. Os membros da comissão pediram mais recursos para os municípios do oeste e do norte paulista. "O centro-oeste do Estado é uma região agrícola, com grande concentração da indústria canavieira para produção de etanol e energia. Porém, estamos em um sistema de exploração de um só produto e, com isso, a região carece de maiores investimentos para desenvolver outras áreas", afirmou o deputado Reinaldo Alguz (PV).

A Desenvolve SP não depende do orçamento estadual. Sua característica é fundamentalmente fornecer recursos com prazos longos para o pagamento a uma baixa taxa de juros. Milton Santos afirma que o papel da agência é chegar a lugares que os bancos não vão. "Buscar as áreas, regiões e setores pouco desenvolvidos é nosso principal objetivo, para que possamos diminuir as diferenças econômicas entre as regiões estaduais", afirma.

Reunião da comissão Orlando Bolçone presidente da comissão (ao centro) Milton Luiz de Melo Santos Reinaldo Alguz e Marco Vinholi