Frente discute desafios do Código Florestal


24/10/2017 19:20 | Larissa Leão - Foto: Marco Antônio Cardelino

Mesa da Frente Parlamentar Ambientalista<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-10-2017/fg211199.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mesa da Frente Parlamentar Ambientalista<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-10-2017/fg211201.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Participantes da frente parlamentar<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-10-2017/fg211202.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Carlão Pignatari coordena a frente parlamentar<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-10-2017/fg211203.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mário Mantovani e Carlão Pignatari<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-10-2017/fg211204.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Representantes de associações, ONGs e membros da sociedade civil envolvidos na questão ambiental participaram nesta terça-feira (24/10) da reunião da Frente Parlamentar Ambientalista para discutir os cinco anos do novo Código Florestal, como é conhecida a Lei 12.651/2012. Ela foi criada para conciliar a conservação ambiental com a produção agropecuária e o desenvolvimento socioeconômico.

O coordenador da Frente, deputado Carlão Pignatari (PSDB), afirmou que a discussão precisa evoluir. "Nós temos novos desafios. As empresas não podem perder oportunidades. Elas precisam aproveitar o código para avançar mais na preservação ambiental." Segundo ele, a judicialização está impedindo esse avanço.

"Você não consegue dar inicio à implementação da lei enquanto as decisões judiciais não acontecem", disse a secretária-executiva do Observatório do Código Florestal, Roberta Del Giudice.

"É um tema importante para o Brasil. Entender o maior problema ambiental brasileiro - que é o fundiário - e como o Código Florestal pode ser útil para resolvê-lo, por meio do Cadastro Ambiental Rural (CAR) e do plano de recuperação ambiental", afirmou o representante da SOS Mata Atlântica, Mario Mantovani.

O Cadastro Ambiental Rural (CAR) foi criado para ajudar o governo a monitorar o uso do solo e a preservação de matas nativas em áreas protegidas, como determina o Código Florestal. Mas para a diretora do Departamento de Biodiversidade da Secretaria do Meio Ambiente, Isabel Fonseca Barcellos, existem conflitos com a nova legislação. "Pelo código, os estabelecimentos rurais do país são obrigados a se inscrever no CAR e há 317 mil imóveis já cadastrados. O problema são os oito mil imóveis sem cadastro. Os profissionais não conseguem analisar o restante desse número", critica Barcellos.