Novembro Azul aborda o câncer de próstata e a saúde do homem


08/11/2017 17:33 | Da assessoria do deputado Roberto Engler

Compartilhar:

Roberto Engler é o autor da lei que oficializou o Novembro Azul no Estado<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-11-2017/fg212208.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Este mês marca a realização da Campanha Novembro Azul, que busca conscientizar os homens sobre a prevenção do câncer de próstata. O diagnóstico antecipado e o tratamento na fase inicial da doença são essenciais para a cura. O mês é, ainda, dedicado à promoção da saúde do homem.

O dia 17 de novembro é o Dia Mundial de Combate ao Câncer de Próstata. A data tem motivado diversas iniciativas de conscientização em relação à doença e a outros males com incidência maior sobre a população masculina.

O Novembro Azul envolve diversos órgãos públicos, privados e do terceiro setor, e a Lei 15.430/2014, de autoria do deputado Roberto Engler, oficializou toda essa mobilização no Estado.

Segundo o Ministério da Saúde, mais de 60 mil homens deverão sofrer com o câncer de próstata somente neste ano, no Brasil. Noventa por cento dos casos identificados precocemente são curados. "A conscientização é a arma mais eficaz para a prevenção. O câncer de próstata é uma das principais causas de morte masculina e todos devem estar atentos", disse Engler.

Para a prevenção, são necessários exames periódicos. Homens com mais de 50 anos devem fazer avaliações anuais. Aqueles com 45 anos ou mais e com algum fator de risco (em especial histórico familiar) também devem fazer o acompanhamento.