Estado de São Paulo Transparência ALESP
14/11/2017 11:35

Visita a presídio de Araraquara

Da assessoria da deputada Marcia Lia


Download
Marcia Lia (à esq.)

A deputada Márcia Lia visitou, na manhã desta segunda-feira, 13, a unidade prisional de Araraquara, Penitenciária Dr. Sebastião Martins Silveira. Acompanhada pelo diretor do presídio, Rodrigo Ronchi Redivo, a deputada conheceu alas como a cozinha, a padaria e a marcenaria, onde os próprios detentos realizam as tarefas, e a ala com salas de aula, cujos professores são cedidos pela Escola Estadual Vitor Lacorte.

"Dentro das condições que vimos hoje são tomados cuidados na elaboração das refeições. Mas vamos continuar acompanhando, como temos feito com várias outras unidades prisionais. É importante que o Estado cumpra com sua obrigação de prestar um bom serviço aos cidadãos. E aqui não é diferente", afirma a deputada, que conheceu também a padaria do presídio, cuja produção é de 5 mil pães/dia. Segundo o diretor do presídio, as refeições são elaboradas por equipes formadas por detentos, com cardápios pré-definidos. Todos os mantimentos são estocados no próprio presídio e liberados para a cozinha conforme a produção do dia.

Recentemente a Márcia Lia questionou, por requerimento à Secretaria de Administração Penitenciária, denúncias recebidas pelo mandato sobre a qualidade dos alimentos e a falta de água na unidade. "O diretor nos informou que não há falta de água, mas outro poço profundo está em vias de ser construído na unidade, o que deve aumentar a oferta aos detentos e para o abastecimento de todo complexo", diz.

A deputada também demonstrou preocupação com as revistas íntimas de mulheres para entrar na unidade e foi informada da implantação de "scanners corporais" no local. "Tivemos várias reclamações das revistas íntimas, em conversas com familiares de presos. Agora visitei as obras onde serão instalados os equipamentos, que devem começar a ser utilizados já no início de dezembro. Espero que acabe o constrangimento, especialmente às mulheres, nas revistas para a entrada na unidade." Esta é uma demanda surgida em reuniões da deputada em bairros da cidade.

Na área externa do presídio, a deputada visitou espaço reservado para a produção de hortaliças, que necessita do apoio da prefeitura municipal para ser ampliada. "O diretor pediu para intermediarmos o apoio da prefeitura de Araraquara para este projeto, que além de oferecer trabalho para os detentos vai ampliar a oferta de verduras e hortaliças para a unidade." A deputada comprometeu-se a conversar com o prefeito Edinho Silva para concretizar essa parceria.

A penitenciária de Araraquara tem capacidade para 1.061 presos e abriga 1.164. Já o Anexo de Detenção Provisória tem capacidade para 496 detentos, e tem uma população de 685 pessoas.