Auditores do Tribunal de Justiça Desportiva tomam posse


09/02/2018 11:40 | Da Redação - Foto: Marco Antonio Cardelino

Mesa do evento<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-02-2018/fg216801.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público presente<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-02-2018/fg216807.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mesa do evento<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-02-2018/fg216808.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

A posse de auditores do Tribunal de Justiça Desportiva (TJD) do Estado de São Paulo foi realizada na Assembleia Legislativa de São Paulo, no último dia 2/2.

O TJD é o órgão que julga as ocorrências relativas ao esporte. Um exemplo foi a proibição de fogos de artifício em estádios, em 2013, após a morte de um boliviano atingido pelo artefato em uma partida.

No ato realizado na Assembleia, tomaram posse o presidente do TJD/PQD Lucas Castro Monteiro e a vice Adriana Omelczuk Iatrova, o presidente do Superior Tribunal de Justiça Desportiva/PQD Fernando Mosquito e o vice Flávio Cotrim Paneque.

A cerimônia foi conduzida pelos presidentes da Federação Paulista e da Confederação Brasileira de Paraquedismo, Guilherme Rathsam e Raimundo dos Santos Neto, respectivamente.

Pelo TJD tomaram posse os auditores Antonio Carlos Naves, Eduardo Salgado Felipe, Jelson Amorin, Priscila Dower Mendizaabal, Andre Luis Pereira, Pedro Henrique Cordeiro e Guilherme Vieira Rocha. Pelo STJD, foram empossados os auditores Caio Medauar de Souza, Luiz Augusto d"Urso, Antonio Carlos Raposo e Guilherme Augusto Assis.

Os novos auditores julgarão os casos referentes ao paraquedismo (PQD). Assim, a Federação de Paraquedismo de São Paulo e a Confederação Brasileira de Paraquedismo estarão subordinadas às suas decisões.