Criador da fórmula da fosfoetanolamina é ouvido em CPI


20/03/2018 15:29 | Léo Martins - Foto: Raphael Montanaro

Mesa da CPI<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219409.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Marcio Camargo<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219317.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Gileno Gomes<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219319.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Cristiane Gomes<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219322.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Ed Thomas<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219323.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Roberto Massafera<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219324.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Gilberto Chierice<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-03-2018/fg219325.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

O ex-professor da Universidade de São Paulo (USP) campus São Carlos, Gilberto Chierice, foi ouvido nesta terça-feira (20/3) na Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) que investiga as pesquisas sobre a fosfoetanolamina sintética, popularmente conhecida como a pílula anticâncer. Ele é o criador da fórmula, que teve as pesquisas financiadas pelo governo estadual e realizadas pelo Instituto do Câncer do Estado de São Paulo (Icesp). Os estudos foram suspensos em março do ano passado.

Segundo auditores, professores, técnicos e pesquisadores já ouvidos na CPI, foram verificadas não conformidades na elaboração do protocolo. "Não recebi nenhum relatório das reuniões, apenas os das não conformidades, que também foram enviados ao governador e ao secretário da saúde David Uip", declarou Chierice.

O ex-professor foi alvo de críticas sobre os resultados negativos da pesquisa. "Não adianta atribuir a mim o exercício ilegal de medicina, pois não pratiquei ação médica nenhuma. As pesquisas foram interrompidas a pedido do Icesp, que utilizou dados clínicos já existentes e não gerou novas informações. Hoje são mais de 15 mil liminares para usar a fosfoetanolamina. Como é que se explica essa quantidade de pessoas tomando a pílula do câncer?", questionou.

Cristiane Rose Jourdan Gomes, uma das auditoras a participar do estudo no Icesp, disse que a não anuência do professor Gilberto Chierice na elaboração do protocolo foi um dos principais motivos para que a pesquisa apresentasse falhas. A não realização dos estudos de farmacocinética foi citada por ela. "É um procedimento que define a dose máxima a ser ingerida. Não se sabe de onde surgiu a ideia de realizar uma dose única. Dessa forma os pacientes nunca seriam beneficiados, pois deixa de ser uma dose e passa a ser uma sub-dose", questionou.

O presidente da CPI, deputado Roberto Massafera (PSDB), ressaltou que o interesse da comissão é que a pesquisa continue. "É preciso reformular o projeto para que as pesquisas sejam continuadas", declarou.

Além dos citados, estiveram presentes à reunião os deputados Cássio Navarro (PMDB), Ed Thomas (PSB), Gileno Gomes (PSL), Márcio Camargo (PSC) e Marco Vinholi (PSDB). A previsão para que o relatório final seja aprovado é na próxima quarta-feira (28/4).