Abril Marrom debate causas e tratamentos da cegueira


05/04/2018 15:41 | Léo Martins - José Antonio Teixeira

Compartilhar:

Roberto Fonçatti, Odacy de Brito Silva, Pedro Duraes Serracarbassa, Suel Abujanra, Luiz Carlos Gondim, Anibal de Freitas, Haroldo Ikuta e Roque Cortez Pereira<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220447.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Carlos Roberto Fonçatti, Odacy de Brito Silva e Pedro Duraes Serracarbassa<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220467.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público presente <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220449.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Luiz Carlos Gondim e Anibal de Freitas<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220469.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Suel Abujanra<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220470.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Suel Abujanra, Luiz Carlos Gondim e Anibal de Freitas<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220450.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Público Presente	<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220451.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Mesa da audiência pública <a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220452.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a> Exame de Vista<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg220453.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Médicos oftalmologistas es­tiveram no auditório Franco Montoro, na última quarta-feira (4/4), para falar sobre o tratamento e as causas da cegueira no Brasil. A iniciativa está dentro da campanha Abril Marrom em que governos, entidades médicas e centros hospitalares uniram-se para mi­nimizar os efeitos provocados pela doença.

"As pessoas não sabem que consultando um oftalmologista e tendo um diagnóstico rápido podem evitar a cegueira", disse o deputado Luiz Carlos Gondim, idealizador do evento.

O oftalmo­logista Suel Abujamra é presidente do insti­tuto que leva o seu nome. Ele pales­trou sobre as causas da ce­gueira apontando para o sistema de re­gulamentação do aces­so, que dificulta o atendimento de pacientes pelos serviços de média e alta complexidade. "A doença na visão tem início e deve ser atendi­da rapidamente, com diagnóstico e tratamento precoces", declarou.

"É extremamente importan­te que a população e a classe po­lítica entendam o problema da cegueira e, a partir daí, campanhas e políticas públicas sejam de­senvolvidas", disse o diretor do Departamento de Oftalmologia do Instituto de Assistência Médi­ca ao Servidor Público Estadual de São Paulo (Iamspe), Pedro Duraes Serracarbasso.

Segundo a Organi­za­ção Mundial da Saúde, as princi­pa­is causas de cegueira no Brasil são ca­ta­­­ra­­ta, glaucoma, retinopatia diabética, cegueira infantil e degeneração macular.

De acordo com o último senso do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), em 2010, 6,5 milhões de pessoas possuíam alguma deficiência visual: 528.624 eram cegos e 6.056.654 tinham baixa visão ou visão subnormal (grande e permanente dificuldade de enxergar). A região sudeste possui 3,1% de sua população com problemas de visão, um total de 2.508.587 habitantes.

Ação Social

Durante o evento, o Espaço Café da Alesp recebeu profis­sionais do Instituto Suel Anujamra (ISA), que realizaram avaliações oftalmológicas gra­tuitamente.

Fabiana Luiza da Silva, 27 anos, é da cidade de Campos do Jordão e trouxe o filho de nove anos para realizar um atendimento. "Com oito meses de idade eu descobri que ele tinha problemas de vista. Com dois anos ele já começou a usar óculos", disse. O menor possui 4 graus de astigmatismo, doença na córnea que dificulta a entra­da de luz nos olhos e torna as imagens desfocadas.

"Quando eu recebi o telefonema dizendo que haveria a ação do instituto fiquei feliz e não perdi a oportunidade", declarou a mãe, destacando a precariedade de pro­fissionais desta área da saúde.

O Abril Marrom é uma pro­posta de Gondim que visa a pre­venção, combate e reabilita­ção das diversas espécies de ce­gueira no Estado. O PL 218/2017 está em tramitação ordinária nas comissões da Casa.