Idosos poderão receber atendimento psicológico por telefone


16/04/2018 16:00 | Da Redação

Imagem ilustrativa (fonte: Pixabay)<a style='float:right' href='https://www3.al.sp.gov.br/repositorio/noticia/N-04-2018/fg221139.jpg' target=_blank><img src='/_img/material-file-download-white.png' width='14px' alt='Clique para baixar a imagem'></a>

Um projeto em tramitação na Alesp cria a Central de Apoio ao Idoso. O serviço telefônico terá como objetivo minimizar a so­lidão na terceira idade, buscando diminuir a incidência da depressão e as doenças ligadas ao isolamento durante a velhice.

O Projeto de Lei 166/2017 prevê que o atendimento seja realizado por um psicólogo, já que "a solidão tem impacto na saúde mental", diz o autor da medida, deputado Gil Lancaster. Ele explicou que a solidão atua de forma similar ao estresse crônico, e pode provocar resposta negativa dos sistemas endócrino e imunitário.

No Brasil, segundo dados do Insti­tuto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), 14% da po­pulação é composta por ido­sos. Até 2040, esse núme­­­­­­­ro de­verá corresponder a 29,3% da população.

Para a deputada Célia Leão, presidente da Comissão de Consti­tuição, Justiça e Redação (CCJR), a medida é necessária, pois a ex­pectativa de vida da população é cada vez mais alta. "Precisamos de um atendimento no setor público bem específico para as pessoas acima de 60 anos", afirmou.

A proposta recebeu parecer favorável da CCJR e segue para deliberação pelas comissões de Direitos Humanos e de Finanças, Orçamento e Planejamento, para depois ser apreciada em Plenário.